Publicado em: 03/08/2012

Iniciativa, formalizada nesta sexta-feira, utiliza conteúdos da Lei Maria da Penha, Guia da ONU para Denúncias de Discriminação Étnico-Racial e Igualdade de Gênero.

MÍDIA | Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York

Uma parceria entre o Brasil e as Nações Unidas vai possibilitar a defesa dos direitos humanos via celular. Na carta de intenções, assinada nesta sexta-feira, em Brasília, o Governo Brasileiro e a ONU irão promover políticas conjuntas para denunciar discriminação étnico-racial, igualdade de gênero e de violência contra a mulher. Um aplicativo adaptado para celular trará todos os conteúdos das respectivas áreas. Participam da cerimônia o representante da ONU no Brasil, Jorge Chediek, a ministra de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Barros e o embaixador da Espanha no Brasil, Manuel de la Cámara Hermoso, entre outros. A carta de intenções irá continuar ações já realizadas em parceria com as Nações Unidas, além de reforçar o compromisso com a criação de dados e informações demográficas. O uso de novas tecnologias servirá para promover a participação da sociedade civil e de gestores públicos, e faz parte ainda dos esforços de cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *