A qualidade no rádio e na TV

Publicado em: 24/08/2011

Tenho visto e ouvido diuturnamente rádio e televisão como poucos com certeza. Aliás, ouço rádio desde os seis anos de idade e televisão a mais de 40 anos. Fui deixando de lado a ideia de opinar sobre o que ocorre hoje no rádio e na tevê onde a qualidade foi trocada pela quantidade. Mas, não dá mais para deixar de emitir uma opinião. Na televisão vemos beldades, isso mesmo, beldades desfilarem em programas sem nenhum conteúdo. Nos programas e transmissões esportivas da televisão e do rádio os fatos se repetem. Alguns canais de televisão tem-se a impressão só contratam pessoas de ambos os sexos se tiverem rostos de artistas. Não importa o que sai da boca, ou pouco importa. Rosto bonito, seios a mostra, pernas de fora é o que interessa na televisão. E quanto aos rostos masculinos na televisão segue a mesma linha. Isso também se aplica ao rádio. Com raras exceções, o que se ouve são intervenções com pouco conhecimento e qualidade. E como escreveu outro dia o jornalista Mário Medaglia: “Todos muito oficiais e torcedores”, referindo-se aos repórteres e suas perguntas aos entrevistados. Jornalismo não é só “rostinho bonito”, jornalismo é profissionalismo com qualidade e conteúdo acima de tudo. A qualidade tanto na tevê como no rádio se perdeu exatamente por esses detalhes e pela falta de cultura. É isso aí.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *