Adolfo Zigelli e As Soluções Finais, agora em pílulas semanais

Publicado em: 07/03/2012

O livro foi lançado em 1975 logo após a morte do autor, em agosto do mesmo ano, por iniciativa da Editora Lunardelli e com a colaboração dos Sindicatos dos Jornalistas e dos Radialistas e da casa do Jornalista. É o primeiro Volume da Coleção Jornalismo Catarinense com todos os direitos reservados pela Editora Lunardelli e (sic) aprovada pelo Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina. Pra mim que convivi com ele na vida profissional e como amigo e meio-irmão de criação esse livrinho – só tem 75 páginas – é a mais expressiva e autêntica imagem do que foi o homem, o colega, o amigo e o profissional que implantou os princípios (e os fins) do radiojornalismo catarinense.

Walter Zigelli, embora sendo o segundo em idade, era e continua sendo uma das nossas  referencias e foi quem fez a apresentação do livro onde ele diz:

“Durante quase vinte anos Adolfo Zigelli escreveu diariamente, no rádio, no jornal, na televisão. Mas nunca o empolgou muito a ideia de editar um livro. Essencialmente jornalista, atraído muito cedo para os assuntos políticos, administrativos e comunicatórios, não ignorava a verdade cotidianamente constatada pelos profissionais da imprensa: a manchete de ontem já não interessa hoje. E seus artigos e comentários foram sempre produzidos no calor dos fatos abordados”.

“Em princípios do ano passado, toda via, convalescendo de uma cirurgia cardíaca, reuniu, em cinco dias, os escritos que formam esse pequeno livro e, com vistas à publicação, iniciou entendimentos com a Editora Lunardelli, interrompidos pela sua morte em acidente aviatório”.

Em decorrência disso, autorizei a mencionada Editora a proceder a edição da obra, como era desejo do autor, tal qual a deixou escrita. Apenas, não se fixara num título, em razão de que o livro sai com o título da primeira crônica: As Soluções Finais”.

Dada a importância do texto para uma compreensão do autor e de sua época, solicitei ao Walter a autorização para publicar as crônicas. O que faremos a partir da próxima segunda-feira, 12 de março, data de nascimento de Adolfo Zigelli.

Finalmente, comporta informar que será a reprodução integral das crônicas e não do livro como acontece nos casos do e-book.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *