Ainda as músicas carnavalescas

Publicado em: 05/08/2007

Na semana passada, desfilaram aqui algumas das marchinhas carnavalescas que encantaram as pessoas e os salões e o Rádio. Mas como são muitas as lembranças.
Por João Chamadoira

Havia, como disse, músicas que lembravam um certo romantismo.Entre elas, o Índio Peri. Letra baseada no romance O guarani, de José de Alencar, e até com trechos da melodia da ópera do mesmo nome, cantava-se:
“Índio Peri saiu da taba,
Todo chorando, pois não encontrou Ceci…”
Ainda bem romântica, a linda Andaluzia, depois gravada pela Maria Betânia, em ritmo bem lento:
“Anda Luzia,
Pega o pandeiro e vai pro carnaval
Anda Luzia,
Que essa tristeza lhe faz muito mal.”
Nem o existencialismo de Jean Paul  Sartre escapava. Era a tal da Chiquita bacana
“Chiquita bacana
Lá da Martinica,
Se veste com uma casca de
Banana nanica.
Não usa vestido,
Não usa calção,
Inverno pra ela
É pleno verão.
Existencialista,
Com toda razaão.
Só faz o que manda
O seu coração”
Saudade muita. Tempo e espaços poucos.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *