Alô torcedor do Paraná, prepara-se para novas emoções

Publicado em: 26/08/2013

“Ôôôôôôôô… o alemão voltou… o alemão voltou… o alemão voltou!”

Esse coro (marca registrada da torcida brasileira quando comemora o retorno de uma boa fase do time do coração), ecoou na noite de quinta-feira, 8 de agosto, no peito dos ouvintes apaixonados pela transmissão de futebol pelo rádio em Curitiba e transborda para os estados do Sul. Diretamente dos pampas, na moderna arena tricolor, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, o grito de gol do Coritiba, diante do Grêmio, teve um detalhe especial. Valorizando a vitória fora de casa, o narrador da rádio RB2, curitibana, registrou o gol de Deivid com o devido destaque.

Na capital paranaense, o grito se espalhou através dos 1430 kHz, em onda média. Na web, pela internet, pôde ser ouvido no mundo inteiro. Nada mal para quem estava longe do microfone de rádio havia três anos e oito meses. A volta ao habitat começou na noite anterior, na vitória de 1 a 0 do Atlético Paranaense sobre o Bahia, gol de Paulo Baier. Habituado a viver as emoções do futebol, aquele gol tinha um motivo a mais para ser comemorado. Era a coroação da volta, com o pé-quente.

O “gol é o grande momento do futebol” e o narrador esportivo deseja o gol para fechar a transmissão com chave de ouro, na certeza do dever cumprido. Imagine, então, como aquele narrador, apanhado “de calças curtas” por um convite à queima-roupa, esperou pela chance de soltar a voz e comemorar. O gol e a volta ao rádio. Sabe aquela história da escrita certa por linhas tortas? Pois é, estava escrito. Como ensina um samba de Martinho da Vila, “quem é do mar não enjoa”. Por isso, o narrador voltou ao um estádio nesta quinta e deu sorte novamente, com a vitória do Coritiba.

Para ser breve, foi assim que aconteceu o retorno de Edemar Annuseck ao microfone esportivo, depois de quase quatro anos de ausência. Em grande estilo, com um pé de coelho no bolso, muito talento e uma legião de amigos torcendo por ele, em cada lance.

Parabéns, Edemar. Parabéns RB2. Parabéns, torcedor do Paraná, especialmente o da capital, Curitiba. Prepare-se para novas e inúmeras emoções. Afinal, “o alemão voltou”. [Com informações do blog do Flávio Guimarães)

4 respostas
  1. Curt Nees says:

    Antunes Severo, meu caro, o Edemar Annuseck é amigo de infância de Blumenau, desde os tempos do guaranáCOMrolha, lembras??? Um abraço nos dois!!!

  2. Edemar Annuseck says:

    Amigo Antunes Severo,
    A cada dia vc me emociona um pouco mais. Contrariando o interesse da esposa e da família voltei na emergência a pedido do Sidnei Campos. Já se passaram 23 dias com uma gripe danada acompanhada da tradicional sinusite (rsrsrsrsrsrs) já transmiti 7 jogos. Aos poucos vou aprendendo a retomar a embocadura porque vontade não me falta. Obrigado pelo registro no Caros Ouvintes nó registro do grande profissional Flávio Guimarães, assim como eu e outros esq

  3. Edemar Annuseck says:

    Amigo Antunes Severo,
    A cada dia vc me emociona um pouco mais. Contrariando o interesse da esposa e da família voltei na emergência a pedido do Sidnei Campos. Já se passaram 23 dias com uma gripe danada acompanhada da tradicional sinusite (rsrsrsrsrsrs) já transmiti 7 jogos. Aos poucos vou aprendendo a retomar a embocadura porque vontade não me falta. Obrigado pelo registro no Caros Ouvintes nó registro do grande profissional Flávio Guimarães, assim como eu e outros a procura de uma rádio melhor. Obrigado também ao meu amigo de infância Curt Nees pelo comentário. Desde o retorno tenho recebido de todas as partes do Brasil manifestações de carinho. Sinal de que o que foi plantado à partir de 1964 na Rádio Nereu Ramos está sendo reconhecido. Abração e obrigado de coração.

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *