Alta comissária quer mais ações de combate ao preconceito e racismo

Publicado em: 21/03/2012

Alta comissária quer mais ações de combate ao preconceito e racismoOuvir / BaixarMensagem marca Dia Internacional para Eliminação da Discriminação Racial neste 21 de março; para Navi Pillay discriminação contribui para conflitos e guerras

MÍDIA | João Rosário, da Rádio ONU em Lisboa*

Navi Pillay

A alta comissária da ONU de Direitos Humanos, Navi Pillay, está marcando o Dia Internacional para Eliminação da Discriminação Racial com uma nota em que declara que adiar a resolução dos preconceitos e do racismo cria um risco verdadeiro para a erupção do conflito.Navi Pillay disse que “o racismo e o preconceito podem permitir, difundir e perpetuar as condições que criam e sustentam os conflitos”, seja nos países desenvolvidos ou naqueles em desenvolvimento.IndicadoresPillay lembrou que vários estudos mostram que um dos indicadores de situações de violência é o desrespeito pelos direitos das minorias.A alta comissária citou o caso da Guatemala, país que visitou este mês, onde segundo ela, existem “longas e trágicas consequências de práticas históricas de racismo contra os povos indígenas e afrodescendentes”.Navi Pillay pediu a todos os governos que estejam atentos aos alertas do preconceito, dos estereótipos, da ignorância e da xenofobia.Ela afirmou que não se deve esperar que as queixas se tornem atos de violência e que o preconceito dê lugar ao genocídio antes de agir. *Apresentação: Monica Villela Grayley.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *