Aluízio Finzetto e Algaci Túlio, duas histórias ‘quentes’

Publicado em: 26/08/2012

Memória – Capítulo 19 | Rádio Clube Paranaense

Começar uma carreira sempre foi difícil. Além do nervoso que a pessoa sente ao se submeter a um teste, existe a possibilidade de ser vítima dos trotes aprontados pelos veteranos. Eu vou contar como se deu o teste para cantor feito por Aluízio Finzetto. O sonho do Aluízio era ser cantor de rádio.  Um dia ele conseguiu um teste na Rádio Clube Paranaense. Os veteranos o receberam com muita cordialidade, colocaram-no em frente a um aparelho suspenso no teto e um deles disse:  –  Olha, isto é um microfone. Você fica bem perto dele. Quando eu ligar e der o sinal, você começa a cantar e vai até o final, sem parar. Dito isso, o veterano se abaixou, ligou o cabo numa tomada e deu o sinal. Nervosamente, o Aluízio começou a cantar. A cantar e a suar. E com muito sacrifício suportou até o final da música. Ao terminar, rosto afogueado, transpirando muito, o Aluízio disse: – Puxa! Como esquenta esse negócio! A gargalhada foi geral! Fora um trote. O Aluízio havia cantado em frente a um antigo aquecedor elétrico, cujo formato se assemelhava aos velhos microfones daqueles tempos.

Humana?

Algaci Túlio saiu da rádio apressado para fazer a reportagem de um grande incêndio que ocorria num bairro de Curitiba. Ele ansiava por um furo de reportagem. Ia preocupado; será que havia vítimas? Chegando ao local, constatou que era o único repórter que ali estava. Ligou rapidamente o equipamento, chamou a rádio, entrou no ar e começou a narrar a ocorrência:  – Prezados ouvintes, nós estamos perante um incêndio de grandes proporções. É impressionante a altura das chamas. São enormes! O calor é intenso. A casa está sendo totalmente destruída, o que é profundamente lamentável. Felizmente não houve vítimas, segundo informação dos bombeiros… mas o que está acontecendo? Eles estão retirando algo coberto de chamas. Parece um corpo! Ah! Que coisa triste, coitadinho. É um gatinho que retiraram de dentro da casa. Dá pena ver! Todo queimado. Ele virou uma verdadeira tocha humana! Foi um furo e tanto.

1 responder
  1. william says:

    quem tem que ser titula e o aluizio o liuz fabiano corme bacor por vc e ruim de + por

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *