Aníbal Nunes Pires, um raio de luz

Publicado em: 10/08/2013

“A educação é a mais valiosa herança que os pais podem  legar aos filhos. Ela é fortuna que não se perde, que não se gasta e produz sempre”. Aníbal Nunes Pires

Família Aníbal Nunes Pires. Foto: acervo da família

Nasceu ontem, nove de agosto de 1915, nesta cidade Florianópolis, capital do estado de Santa Catarina, Aníbal Nunes Pires. Aníbal aqui cresceu, estudou e consagrou-se como professor emérito. Aníbal Nunes Pires faleceu na madrugada de 24 de abril de 1978.

“Aníbal Nunes Pires foi, inequivocamente, um autêntico profissional do magistério. Profissional, afirmo, no sentido de dedicação e responsabilidade. Aliava competência intelectual de elevada cultura ao espírito humano de compreensão, bondade e solidariedade. Suas aulas nunca se resumiam a frias exposições ou ostentação de cultura, que, aliás, não faltava. Dotado de inteligência lúcida, expandida por ampla visão cultural, nunca assumia ares de superioridade, mas seu senso de humildade justa o tornava amigo e colega de todos. Desconhecia atitudes mesquinhas, pois sua modéstia e bondade naturais, seu humanismo fraterno e solidário, seu diálogo sempre acessível e expansivo o tornavam estimado por todos. Professor durante mais de quarenta anos, por suas classes passaram gerações seguidas de pessoas, para cuja educação dedicou o melhor de si, tendo aprendido com a experiência que: “Para ser professor, é preciso, antes de tudo, ter paciência”. (Lauro Junkes)

Aníbal Nunes Pires casou com Eugênia de Oliveira Nunes Pires que tiveram Maria Cristina Nunes Pires, Clarice Nunes Pires Cabral, Maria José Nunes Pires Feijó e José Henrique Nunes Pires, o Zeca Pires, cineasta que mais diretamente prossegue envolvido no projeto de redimensionar o mundo e a sociedade através da arte cinematográfica”.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *