Ao rádio, o que é do rádio

Publicado em: 27/07/2008

O rádio vai identificando cada dia mais a preferência do seu ouvinte.  Modificações tem sido feitas nas programações das emissoras especialmente dos grandes centros com o objetivo de buscar audiência. Nos últimos anos o estilo do rádio mudou bastante e os ouvintes também.

A realidade 

Trabalhei numa emissora em que não se falava em pesquisas de audiência. A Jovem Pan não assinava o IBOPE e parece isso ainda acontece hoje. A direção da Pan não concordava com os números que o Instituto apresentava. No Show de Rádio, Estevan Sangirardi chegou a criar um quadro denominado “O homem do IBOFE”.  É isso mesmo I-B-O-F-E numa sátira ao Instituto que é o mais respeitado nos dias de hoje. A Jovem Pan pela qualidade de sua programação independia de pesquisas. Os maiores anunciantes do rádio estavam na Jovem Pan. Todos os que vocês possam imaginar tanto nos programas jornalísticos como no esporte.  

Audiência 

As grandes emissoras de São Paulo sempre se basearam nas pesquisas para buscar contratos de publicidade. De uns tempos a essa parte a fatia publicitária do rádio foi diminuindo na medida em que a televisão, o jornal e agora a internet foram se expandindo. Na minha ótica a expansão e alcance desses veículos de comunicação não é o fator determinante no corte substancial que se verificou na publicidade. O problema está ligado diretamente à qualidade atual do rádio brasileiro. É muita “porcaria” que chega diuturnamente aos nossos ouvidos e em ambas as freqüências. O FM tem mais qualidade no som, porém são poucas rádios que oferecem uma programação “saudável”. Noventa por cento das rádios FM com programação comercial (é que hoje já há grande número de rádios religiosas no dial) são cópia da cópia. É uma copiando o tipo de programação da outra e com muito barulho. Programação específica para jovens até a faixa de 25 anos. São eles que freqüentam o dial do FM. É o ouvinte do FM, não sei se também o público consumidor dos produtos anunciados, de qualquer forma eles são maioria. O rádio FM tem a melhor fatia do mercado publicitário e o AM tornou-se o primo pobre. 

Resgate 

As emissoras em freqüência AM sentiram o golpe. Falo das grandes rádios, não dessas que “terceirizam horários”. Falo de Jovem Pan, Bandeirantes, Record, Globo, Capital pra citar as de São Paulo. O IBOPE tem mostrado nos últimos anos em São Paulo a Globo em primeiro, a Capital em segundo e na briga pelo terceiro e quatro Bandeirantes, Jovem Pan e Tupi. As duas primeiras têm programações populares, Bandeirantes e Jovem Pan já são diferenciadas e baseiam-se em jornalismo e a Tupi com mudanças constantes tem uma programação totalmente popular. Nos últimos meses a Rádio Record entrou na parada para brigar pelo G4. Dá mostras que será novamente a emissora que se ouvia de ponta a ponta no país. Quem acordava cedo para ir trabalhar como era o meu caso (acordava às 4 da manhã para abrir a Rádio Nereu Ramos às 6 horas) sintonizava o rádio na Record que esparramava o som pelo Brasil. Quem estava lá acordando o povo… Zé Bétio. E ele está de volta a Rádio Record, devendo estrear agora no começo de Agosto. O diretor Cássio Lima já tinha levado para a emissora o grande Gil Gomes que nos primeiros três meses aumentou a audiência em 140% no seu horário. Qualidade não tem idade. A Record logo estará entre as três primeiras do dial de São Paulo porque sabe que o rádio AM precisa de profissionais de qualidade como Zé Bétio, Gil Gomes, Kaká Siqueira, João Ferreira, entre outros.  

Jornalismo e esporte 

O esporte no rádio também está se rendendo a qualidade dos profissionais consagrados. Vejam o exemplo do José Silvério, Reinaldo Costa, Wanderlei Ribeiro, Dirceu Maravilha, Ênnio Rodrigues, Paulo Soares em São Paulo, Willy Gonser e Alberto Rodrigues
em Belo Horizonte, José Carlos Araújo e Luis Penido no Rio, Haroldo de Souza e Pedro Ernesto Denardim em Porto Alegre, Roberto Queirós no Recife, estão em atividade porque são os melhores. É o caso dos comentaristas Paulo Roberto Martins, Juarez Soares, Walter Abraão, Fábio Sormani, Cláudio Carsughi, Flávio Prado (São Paulo) Luiz Mendes (ícone do rádio brasileiro), Gerson o canhotinha de Ouro, Washington Rodrigues (Rio), Maurílio Costa (BH), Ralph de Carvalho (Recife), Rui Carlos Ostermann, Wianey Carlet (RS), Capitão Hidalgo e Airton Cordeiro (Curitiba)., Roberto Alves e Milioli Neto (SC). Os repórteres da chamada “velha guarda” também continuam mandando ver como Wanderlei Nogueira, Luis Carlos Quartarolo, Roberto Carmona, Osmar Garrafa, Marcos Luis, Roberto Abras, Luis Carlos Reche entre os mais consagrados.  

Respeito 

Há novos profissionais no rádio e que logo vão substituir os “titulares” por que o tempo assim o exigirá. O que precisam determinados “jovens” que ingressaram nessa profissão é “respeitar os profissionais consagrados” mesmo que não estejam mais na plenitude. Vejo com muita tristeza esse comportamento em nosso meio. Como ninguém ainda ergueu essa bandeira o faço em nome do respeito que se deve dar ao rádio e ao radialista. É isso aí. 

www.edemarannuseck.blogspot.com

21 respostas
  1. Adalberto Day says:

    Edemar só passei aqui para garantir de ler uma bela reportagem. Parabéns ao nosso grande locutor esportivo.
    Adalberto Day de Blumenau

  2. J.Pimentel says:

    Nos idos anos 70 eu dirigia uma rede de rádios dos padres Paulinos. Uma de nossas rádios, a Olinda de Pernambuco era, estourada o 1º lugar. Melhor programação, melhores comunicadores, melhor equipe esportiva e melhor som. A Globo então, inaugurou sua emissora na cidade (cujo nome não me lembro) e assumiu a liderança. Como era o primeiro mês, imaginei tratar-se da curiosidade do ouvinte. Mas não era. Eles não tinham programação para competir conosco. Depois de uns meses fomos, eu e o superintendente da rádio, Padre Soligo ter com um tal de Perigot, dono do IBOPE. Montenegro era seu assessor naquele tempo, se bem me lembro e a sede do Instituto era na rua 7 de abril, em SP. Depois de muito discutir e sem argumentos para justificar a liderança do adversário, o tal gringo foi direto ao assunto: “- A Globo me paga para suas pesquisas o suficiente para que eu pague meus custos e ainda sobra pra jogar um dinheirinho nuns cassinos do exterior. Se você romper comigo, eu não perco nada. Então a Globo de Recife vai continuar em primeiro lugar”.

  3. marcelo henrique fossa says:

    oi gosraria de saber se tem alguma novidade do dirceu maravilha se ele vai voltar para record ou queria muito saber desta coluna muito obrigado marcelo de araraquara

  4. José Edno dos Anjos says:

    Eu estou feliz de saber que zé bettio está de volta.
    É um icone do radio basileiro,Vou ouvir sempre.
    Desejo a ele muita saúde e sucesso na radio…
    Que Deus o Abençoe.

  5. VICENTE REINALDO, RADIALISTA (LOCUTOR) says:

    Que bom que ainda tem emissora que esteja querendo trazer de volta (ao rádio) nomes consagrados como Zé Bétio, Gil Gomes e outros mais. pois o que está acabando com o rádio no Brasil é a terceirização… Um abraço a todos e viva o RÁDIO!!!

  6. ANTONIO MINEIRO says:

    QUE MAVARILHA O ZÉ BETTIO VOLTAR PRO RADIO EU OUVIA ELE QUANDO ERA MENINO LÁ EM MINAS HOJE TENHO 40 ANOS E LEMBRO PERFEITAMENTE DAS COISAS BOA QUE ELE FALAVA QUE O TRABALHO DIGNIFICA ENOBRENÇE O HOMEM TUDO DE BOM ANTONIO MINEIRO

  7. ANTONIO MINEIRO says:

    QUE MARAVILHA ZÉ BETTIO VALTAR PRO RADIO EU ERA MENINO LÁ EM MINAS E OUVIA ELE E LEMBRO DAS COISAS BOA QUE ELE FALAVA QUE O TRABALHO DIGNIFICA E ENOBRENÇE O HOMEM HOJE TENHO 40 ANOS QUERO OUVIR NOVAMENTE TUDO DE BOM ANTONIO MINEIRO

  8. Humberto Oliveira says:

    Não tem notícia melhor para os amantes do rádio a volta deste Mito do rádio Brasileiro, Zé Béttio. Hoje com 46 anos mas na lembraça deste monstro do Radio Brasileiro, encinando a todos como é que se faz Rádio Am no Brasil. Mesmo morando aqui na Bahia não perdiamos o seu Programa matinal nem o noturno. A Rádio Record na pessoa do Sr. Cássio Lima está de parabéns pela visão radiofônica. Prepare-se, no horário de Zé Béttio não tem pra ninguém. Humberto Oliveira (Radialista)

  9. Luis Carlos says:

    Que bom ler o J. Pimentel, seus comentários. Ouvi muito seu programa na Rádio América quando adolescente. Mandavam-se duas ou quatro músicas, não me lembro, e eram escolhidas duas (ou uma) para tocar. Ótimo lance esse. Valeu, J. Pimentel!!

  10. claudio airton campos says:

    que bom emcontrei ese sait . gostaria de saber na qual emisora o ze betio ta trabalhando eo horario do programa dele. pois gosto muito de ouvir. lembro dos meus avos , fico contente dele voltar que deus ilumine e de muita saude…. abraço a todos.

  11. Wander Willian Custódio da Sivla says:

    Gostaria muito de saber em que rádio trabalha o Zé Béttio e o horário do seu programa, sinto muitas saudades…

    Abraços.

  12. Cleber says:

    radio record 5:30 as 7:00 da manhã seg a sex tchau mata a suas saudades bejios !!!

  13. Lourdes Alves da Silva de Brito says:

    sou fa do Ze Betil desde criança ,gostaria muito de ouvi-lo novamente ,ha cerca de 24 anos que nao o ouço .Eu tinha apenas cinco anos .toda manha minha mae ligava o radio(a pilha) para ouvir o Ze enquanto ela acendia o fogao a lenha para fazer cafe e cozinhar feijao e o meu pai ia tirar leite da vaca Piorra.

  14. jose soares says:

    boa noite gostaria de saber aonde anda o ze bettio?se ele esta em alguma radio e o horario ?,sou fam dele e gostaria muito de ouvir a progamacao dele ,boa noite e obrigado

  15. Ivan Nivardo says:

    O Silvio Santos do rádio não é o próprio Silvio Santos que já foi radialista ; O Silvio Santos do rádio brasileiro chama se Zé Betio .
    Sem dúvida nenhuma o grande comunicador do rádio AM brasileiro em todos os tempos …

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *