As melhores histórias vêm das barbearias

Publicado em: 22/01/2015

Tem muita gente que pensa que barbearia é um lugar de fofoca, de se falar da vida dos outros.

Pensam que os barbeiros sabem da vida de todo mundo como se fossem um bando de bisbilhoteiros. Que coisa feia. De onde tiraram isso? São só barbeiros. Profissionais que munidos de suas tesouras, máquinas, navalhas, pentes e alguns outros equipamentos emprestam seus ouvidos ao interlocutor, ou melhor, ao cliente.

barber

Há barbeiros faladores e existem os mais quietos, esses últimos são mais raros, gostaria de conhecer um. Quando o cliente é falador e o barbeiro também acontece um problema; quem falará mais o barbeiro ou o freguês? Os dois ficam de olho. Quando notam que o falante para por 1 segundo para tomar fôlego é o momento de tomar conta da conversa. Costuma ser tranquila. Mas nem sempre é assim. Há os desabafos, os desagrados, as desilusões amorosas, familiares, profissionais.

A dificuldade em se trocar de barbeiro não se deve só a qualidade do corte, claro que isso conta e muito, mas não é só isso, nunca é só isso. Um bom cliente diante de um bom barbeiro amigo é capaz de perdoar uma falha cometida e voltar no mês seguinte. Não se pode é falhar no que se fala. Daí se entende o que foi dito lá no começo, o motivo de tantas pessoas, até investigadores buscarem informações nas barbearias. Traições, planos, conspirações, atentados; tudo poderia ter sido planejado dentro de uma barbearia; será?

De um jeito ou de outro, com ou sem fofoca, com coisas sérias ou de pouca importância o que o amigo leitor falou na barbearia em seu último corte e o que falará no próximo, quem sabe ainda hoje será importante. Afinal de contas o que é falado Na cadeira do barbeiro atiça a curiosidade de todos. Mas fique tranquilo. Dependendo do barbeiro e do cliente ficará entre nós, ou quem sabe será publicado e levado aos “quatro ventos” com ou sem o seu nome, da forma que for mais interessante.

Mas se preferir o que disser morrerá ali na cadeira do barbeiro. Tudo vai depender do assunto, do cliente e da discrição do barbeiro. Como depende de muitas coisas pense bem antes de falar na barbearia, mas nunca deixe de nos trazer grandes histórias.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *