As Rádios de Corporações

Publicado em: 04/05/2009

Oi, Sulamerica e Mitsubishi são algumas corporações que aderiram ao meio rádio como estratégia de marketing. Elas lançaram rádios com suas marcas, onde procuram se identificar com seus públicos-alvos. 

Por enquanto, não acrescentaram inovações significativas ao conteúdo das rádios convencionais, mas são muito bem feitas, criativas e utilizam bem a interação, usando a internet sobretudo. O destaque é a Sulamerica, que fala sobre trânsito numa cidade caótica como São Paulo.

Ainda assim é um interessante nicho de mercado que pode ser adotado por outras grandes marcas como reforços institucionais e promocionais de seus produtos.

Talvez esta seja uma fórmula mais adequada para melhorar o meio rádio e salvar muitas emissoras das garras sedentas das seitas e religiões.

Na realidade os investimentos num projeto como este são relativamente mais baixos que os patrocínios que essas empresas fazem em diversos eventos e com um retorno melhor. No rádio essas marcas têm uma vantagem adicional: o evento é diário, 24 horas por dia, falando de seu produto e mostrando suas vantagens, além de servirem de apoio aos outros eventos que as empresas promovem.

Claro que não seria muito adequado se todas as rádios tivessem a identificá-las uma determinada marca de produto, mas em metrópoles como São Paulo, Rio, Salvador, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre, que têm mais rádios que o aconselhável, muitas delas mal feitas por falta de investimentos e inviabilidade econômica, essa pode ser uma interessante solução.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *