Associação de Ouvintes: três anos de luta por um rádio melhor

Publicado em: 11/07/2006

A pergunta imediata que se faz é: o que é uma associação de ouvintes? De que trata? Quais os seus objetivos? As respostas a essas perguntas são fáceis de serem dadas no momento em que sabemos que nosso rádio está combalido e necessitado de mudanças na forma e no conteúdo.
Por Francisco Djacyr Silva de Souza

O rádio é um instrumento de cidadania que não tem tido esta dimensão no momento em que agride o ouvinte com pornofonias e com uma programação que não diz respeito aos reclamos da sociedade, escondendo-se em interesses que certamente não são os da população.
A luta da Associação de Ouvintes de Rádio do Ceará não é para derrubar nem destruir trabalho de radialistas. Mas fazer com que eles compreendam que o rádio tem de ser sério, distribuindo a cidadania de forma concreta e segura para que todos tenham a oportunidade de falar o que pensam sem cerceamento de palavra e idéias, em nome de um país melhor e mais justo.
Rádio de qualidade
A Associação de Ouvintes de Rádio completa três anos e sua luta não é em vão. Constatamos várias mudanças sendo efetivadas no nosso rádio, mas ainda insuficientes. Uma análise crítica da programação é necessária e urgente por parte dos que fazem rádio, uma concessão pública deve satisfazer os interesses dos ouvintes. Certamente quem ouve rádio não o quer a serviço da pornografia e da agressão gratuita. Confiamos no rádio que informa, que distribui conhecimento, que valoriza a cultura e que dá oportunidade para as pessoas manifestarem suas mágoas, alegrias e vontades, fazendo deste instrumento de comunicação um degrau a mais na conquista da cidadania plena e da comunicação democrática.
A luta da associação é buscar um rádio de qualidade, democrático e que dê oportunidades a todos de externar sua opinião. Por uma programação que fale a língua do ouvinte-cidadão e que satisfaça seus interesses. O rádio é um instrumento importante na concretização de uma sociedade melhor e mais justa.


{moscomment}

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *