Até onde você iria para salvar seu filho?

Publicado em: 28/01/2014

É a partir dessa premissa que o autor Cyril Pedrosa construiu ‘Três Sombras’, uma das melhores HQs dos últimos anos.

TRES SOMBRAS-CAPA.inddBaseada em um fato real, no qual um casal de amigos seus perdeu o filho ainda bem jovem. O autor apresenta a história de Joachim e seus pais, Louis e Lise, que vivem distantes do resto do mundo. A vida deles é tranquila e regada por pequenos prazeres, já que estão rodeados por belas colinas, contemplam o canto mágico dos pássaros, nadam pelas águas puras e cristalinas do riacho que fica próximo a casa onde moram e também degustam dos frutos apetitosos que recolhem das árvores da região. Esse espaço bucólico em que somos inseridos é regado por uma atmosfera de inocência, desse modo, o clima de tranquilidade e apaziguamento é ao mesmo tempo vivenciado pelos personagens e compartilhado com nós leitores.

A princípio essa realidade parece perfeita, mas tudo muda quando surgem três sombras no horizonte, montadas em cavalos, com capas negras e os rostos cobertos por capuzes. A presença silenciosa das entidades acaba provocando a curiosidade no menino e o receio em seus pais. Logo a preocupação dos familiares de Joachim se transforma em medo, já que todos parecem concordar que as três sombras personificam a morte e que elas vieram para buscar o menino. Louis planeja fugir para longe das sombras junto com o filho, e é então que acontece um dos diálogos mais fortes da história:
(Louis) – Haverá um nevoeiro essa noite… isso vai nos ajudar.
(Lise) – Eu não vou impedir você de partir, mas não sei se poderei perdoá-lo. Joachim vai nos deixar, eu sei disso, e estou pronta. Você não.
(Louis) – Lise…
(Lise) – Me deixa terminar! Não há dúvida de que resta pouco tempo antes de as sombras o levarem. Esses últimos momentos com meu filho, esse tempo… eu dou a você. Para que vocês possam se separar… com o coração tranquilo. Eu vou perder um filho…eu espero que a gente também não perca um ao outro.

Depois disso embarcamos junto com Louis e Joachim em uma viagem desesperada para longe das três sombras. Durante a fuga, pai e filho passarão por lugares perigosos, povoados por seres trapaceiros e cruéis, sem esquecer em momento algum que as sombras estão à espreita. Durante todo o percurso presenciamos o laço de amor e companheirismo que permeia a relação entre pai e filho, consequentemente acompanhamos e torcemos aflitos para que Louis possa salvar Joachim das engrenagens do destino.

‘Três Sombras’ é acima de tudo uma história que explora de modo sutil questões de ordem filosófica e moral, tocando em temas como a morte; a oposição entre a magia e inocência do universo infantil e a dureza do mundo adulto; e o medo de perder um ente querido. A HQ surpreende pelo fato de suas imagens lembrarem muito a fotografia cinematográfica, além disso, o traço do autor nos remete aos desenhos da Disney, assim, é impossível não sentir o clima nostálgico que a obra emana. Também se faz necessário destacar a grande sensibilidade do autor por ter desenvolvido habilmente o perfil psicológico de seus personagens, esses que são donos de uma beleza de personalidades ímpares e também de uma excepcional força de carisma. É a partir de todos esses elementos que ‘Três Sombras’ se destaca como uma obra ambiciosa e inovadora, ajudando a consolidar as histórias em quadrinhos como um dos meios de expressão mais ricos do novo milênio.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *