Entries by Frederico Bezerra

A melhor canção de todos os tempos…

Depois de um longo período afastado, retomo esta coluna com um assunto que me parece bastante atual.  Alerto, amigos, que o título é uma pequena malandragem de minha parte. Não pretendo a ilusão de eleger aquela que seria a melhor canção de todos os tempos. Seria uma estupidez sem tamanho que ninguém seria capaz de […]

CopaLord: De mãos dadas com a comunidade

Para fechar esta série sobre os sambas-enredo 2011 das cinco escolas de samba da capital – Consulado do Samba, Unidos da Coloninha, União da Ilha da Magia, Protegidos da Princesa – chegou a vez da atual campeã do carnaval de Floripa, a Embaixada Copalord. Fundada em 1955, a segunda mais antiga escola de samba da […]

Cerveja pra comemorar!

Depois de três coirmãs desfilarem por essa avenida, chega a vez da escola mais antiga do carnaval de Florianópolis: a G.C.E.R.E.S. Os Protegidos da Princesa. Fundada em outubro de1948, a “Princesa” orgulha-se de ser a escola mais vezes campeã do Brasil, com 24 títulos conquistados. Se uma palavra seria capaz de resumir a trajetória desta […]

União da Ilha: Cuba sim! Em nome da verdade

Em 1993, um grupo de amigos criou uma bateria. A bateria, depois, se transformou em bloco. O bloco, por fim, alcançou status de Escola e Samba em 2009. Essa foi a trajetória da caçula das escolas de sambas de Florianópolis, a G.R.C.E.S. União da Ilha da Magia. De um bloco de sucesso, três anos seguidos […]

Coloninha: “Vossa Majestade, beijo-lhe às mãos”

Dando continuidade à série de apresentação dos sambas-enredo das escolas de samba de Florianópolis, hoje falarei um pouco sobre a contagiante escola do Continente: a Unidos da Coloninha. Fundada em 1962, tendo o nome inspirado no espaço conhecido como “as gerais” do estádio Orlando Scarpelli, no Estreito, a Sociedade Recreativa e Cultural Unidos da Coloninha […]

Consulado cai na “dança” em 2011

A partir desta semana inicio uma série de colunas apresentando os sambas-enredo das escolas de samba de Florianópolis. Confesso que há muito tempo esperava por isso! Meu envolvimento com o carnaval começou seriamente há quatro anos, embora sambas-enredo tenham feito parte de minhas canções de ninar. A fim de evitar polêmicas, o que é natural […]

A música passada a limpo: Luiz Meira

A convite do clarinetista Paulo Moura, que nos deixou este ano, um jovem músico começa a trilhar sua caminhada ao lado dos grandes nomes da música popular brasileira. Seu nome: Luiz Meira, natural de Florianópolis.  Como produtor talvez tenha encontrado, por enquanto, maior reconhecimento. Já seu violão, teve a oportunidade de acompanhar estrelas como Gal […]

“Entrevero Instrumental” de talentos

Frederico Bezerra Em busca das novas sonoridades da música catarinense, resolvi percorrer as veredas da música instrumental. E o que encontrei? Música de primeira linha, criativa e bem arranjada.“Entrevero Instrumental” surge do encontro de Rodrigo Moreira (baixo-elétrico) e Filipe Maliska (bateria) em Barcelona, onde se conheceram cursando o L’aula de Música Moderna e Jazz, do […]

O “mestiço” Luiz Henrique Rosa

Como prometido, “A música passada a limpo” desta semana continuará a dissecar outra faceta da saga musical desse grande artista catarinense: Luiz Henrique Rosa.  Em 1965, o artista embarca numa grande experiência cultural. Assim, como vários músicos brasileiros, Luiz Henrique tenta a vida nos Estados Unidos. A experiência acaba por lhe expandir os horizontes composicionais, […]

A bossa apurada de Luiz Henrique Rosa

Há 25 anos a cultura catarinense perdia um de seus maiores expoentes. Hoje, A música passada a limpo apresenta a primeira das duas crônicas em homenagem ao grande músico catarinense Luiz Henrique Rosa. Temo afirmar que muito pouco se tem feito e dito sobre Luiz Henrique, talvez o maior compositor popular catarinense. Suas mais de […]