Entries by João Chamadoira

O finados daquele tempo

Dia 2 de novembro. Sexta-feira. Feriadão. Dia dos Mortos. Tristeza? Não. Hoje, acabou o luto, aquele luto de usar roupa preta. De usar na lapela a tirinha preta, sinal da homenagem ao ente querido que ia… Por João Chamadoira Acabou aquela coisa de estampar nas portas das casas aquela cortina (?) roxa com as extremidades […]

Engula mais essa, Pedro Luiz

Lembro-me como se fosse hoje. Santiago do Chile, Estádio Nacional , 17 de junho de 1962. Final: Brasil e Tchecoslováquia. Semifinais: o Brasil derrotara o dono da casa, e os tchecos  eliminaram a Iuguslávia. Por João Chamadoira Em jogo anterior, o Brasil já empatara em zero a zero com os tchecos. Pelé, grande parte da […]

Placar no Pacaembu

Era ali, entre as rádios Gazeta, “a Emissora de Eliite” e a Eldorado. Era a Rádio Bandeirantes, PRH-9, “a mais popular emissaora paulista. As transmissões de futebol das décacas de 50, 60 e 70 eram divididas entre o Pedro Luiz, da Pan-Americana; o Geraldo José de Almeida, da Record; o Wilson Brasil, da Nacional de […]

Os inesquecíveis reclames

Hoje, jingles, spots… “Rriiiinmmmm, trrrrrrrimmmmmm, trimmmmmmmmm -Alô, quem fala? -É a tosse. -Como vai a senhora, D. Tosse? Aqui quem fala é o Xarope São João. Tlop. -Alô, alô, alô..Fugiu, heim? Por João Chamadoira É sempre assim: a tosse, a bronquite e a rouquidão, fogem atemorizadas quando ouvem falar no Xarope São João. E não […]

Não chega de saudade

Riobaldo, em Grande sertão: veredas, de Guimarães Rosa, diz, ao contar sua história de jagunço e ao lembrar de uma das mulheres que conheceu: “Saudade é velhice.” Por João Chamadoira Como tudo em Guimarães Rosa é ralativo,  relativemos também o conceito de Riobaldo. Portanto, não chega de saudade.Afinal, a velhice é boa, se bem vivida […]

Mémórias do Rádio: o Boxe

Foi na década de sessenta. Mas exatamente, no ano de 1960.  Aquele rádio enorme, que ficava em cima de um móvel que minha mãe – não sei por que motivo chamava de tager, ficava ligado o dia todo. Eram musicas, esportes, radionovelas, radioteatro, futebol, basquete e … boxe. Por João Chamadoira Lembro-me, daquele tempo em  […]

Humor no Rádio: Mazzaropi

Era na Rádio Tupi de São Paulo. Aqueles tempos, década de 50, passando as férias no sítio de meu primo, a gente não via a hora de ligar o rádio, sintonizar na Tupi. Era ainda um rádio que não dispensava a dinossáurica bateria. Por João Chamadoira Uma espécie de tijolo gigante. Uma forma paralelepípeda medindo […]

Um pouco do teatro

Era sempre à tarde, ali pelas cinco horas. Depois do programa Só para mulheres do Walter Junior, da Rádio Record de São Paulo.  João Chamadoira Minha mãe e, claro, as vizinhas corriam para girar o botão do dial e aquele rádio Philips, no cantinho da sala, punha-se a transmitir as ondas da Rádio Tamoio do […]