Entries by Odemar Costa

Estreito: o mirante do arquipélago

São 30 ilhas, todas verdejantes e cálidas, aquecidas pelas correntes marinhas que nos separam dos frios gélidos do Pólo Sul. Sem binóculo, sem luneta ou telescópio as vejo surgirem todas as manhãs quando o sol se levanta. Banhadas pelo sol ou escondidas sob as nuvens elas estão ali, cheias de vida, repletas de emoções, transbordando […]

Alô amigos

Jorge Luis Borges nasceu em 1899 na cidade de Buenos Aires, capital da Argentina e faleceu em Genebra, no ano de 1986. É considerado o maior poeta argentino de todos os tempos e é, sem dúvida, um dos mais importantes escritores da literatura mundial. “Seu texto é sempre o de uma pessoa que, reconhecendo honestamente […]

Acredito nas pessoas…

Especialmente naquelas em que habita algo mais que a humanidade. Aquelas que, às vezes, a gente confunde com anjos e outras entidades divinas… Falo daquelas pessoas que existem em nossas vidas e enchem nosso espaço com pequenas alegrias e grandes atitudes… Daquelas que te olham nos olhos quando precisam ser verdadeiras, que tecem elogios, agradecem […]

Desiderata

Siga tranqüilamente entre a inquietude e a pressa, lembrando-se que há sempre paz no silêncio. / Tanto quanto possível, sem humilhar-se, viva em harmonia com todos os que o cercam. / Fale a sua verdade mansa e claramente, e ouça a dos outros, mesmo a dos insensatos e ignorantes: eles também têm a sua própria […]

Pablo Neruda: Puedo escribir los versos más tristes esta noche

Puedo escribir los versos más tristes esta noche. / Escribir, por ejemplo: “La noche está estrellada, / y tiritan, azules, los astros, a lo lejos.” / El viento de la noche gira en el cielo y canta. / Puedo escribir los versos más tristes esta noche. / Yo la quise, y a veces ella también […]

O Navio Negreiro

Um dos mais conhecidos poemas da literatura brasileira, O Navio Negreiro – Tragédia no Mar foi concluído pelo poeta em São Paulo, em 1868. Quase vinte anos depois, portanto, da promulgação da Lei Eusébio de Queirós, que proibiu o tráfico de escravos, de 4 de setembro de 1850. A proibição, no entanto, não vingou de […]

… a terra será tua e os bens que se não somem

Se puderes guardar o sangue frio diante de quem fora de si te acusar/ e no instante que duvidam de teu ânimo e firmeza tu puderes ter fé na própria fortaleza/ sem desprezar, contudo, a desconfiança alheia/ se tu puderes não odiar a quem te odeia/ nem pagar com a calúnia quem te calunia, sem […]

Um raro momento de criatividade, técnica e virtuosismo

Em seu programa de hoje Odemar Costa esbanja talento e domínio da voz ao apresentar, ao som do piano de Guiomar Novaes, a sua interpretação para o Hino Nacional Brasileiro. Guiomar Novaes – considerada “a maior pianista brasileira e uma das maiores celebridades nos meios musicais da Europa e dos Estados Unidos no início do […]