Casa descasa…

Publicado em: 12/08/2007

Na década de setenta a televisão em Curitiba mantinha uma programação local de excelente nível e ótimos índices de audiência. Alguns desse programas como, O Grande Desafio, uma disputa entre Paraná e Rio Grande do Sul, ficaram na memória de gaúchos e paranaense como uma das melhores produções já realizadas no sul do país.
Por Jamur Júnior

Um dos produtores desse programa era um jovem paulista com passagem por várias emissoras do vizinho estado. Talentoso, criativo, alegre e divertido conquistou amigos, fez sucesso durante algum tempo até o dia em que retornou a sua cidade.
Eraldio Só, era um incorrigível conquistador. Tinha sempre uma boa palavra, um elogio apropriado, um galanteio poético para uma mulher bonita. A conquista conseguia com determinação e grande empenho. Foi com esse entusiasmo de conquistador que, ainda jovem já contabilizava cinco ex-esposas de quem vivia se escondendo para não pagar pensão alimentícia.
Quase tudo o que ganhava era destinado as ex. Diziam que Eraldio Só tinha tanta ex-esposa que os reajustes de pensão eram realizados em dissídio coletivo. Elas se reuniam para decidir o piso para o ano seguinte. Sem muito exagero, Eraldio tinha duas ex-esposas em São Paulo, duas nos Estados Unidos e uma em Curitiba que havia conquistado recentemente.
Era uma mocinha magra de perna fina, cabelo liso e um olhar triste de quem já sabia que seu futuro era ser mais uma ex. Certo dia, intrigado com o comportamento do colega paulista, um assistente da produção, muito curioso, fez uma pergunta que mereceu resposta surpreendente. 
 
– Eraldio, por é que você casa tanto. Casa e separa tanto…
– É o seguinte; eu adoro casar. O problema é que não consigo me acostumar com a condição de casado.


{moscomment}

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *