Casa digital do futuro dependerá cada vez mais da internet das coisas

Publicado em: 21/01/2015

MILTON – Bom dia, Ethevaldo, como vai?

ETHEVALDO: Bom dia, Milton, bom dia, ouvintes. Tudo ótimo.

MILTON – Ethevaldo, hoje é sexta-feira, dia de falarmos sobre o futuro e você prometeu falar sobre a Internet das Coisas na Casa do Futuro. Vamos lá?

ETHEVALDO – Vamos lá, Milton. Ontem falamos da Casa Digital do presente. Hoje vamos falar da Casa Digital dos próximos anos. Essa casa do futuro dependerá cada vez mais da Internet das Coisas, Milton.

Vale lembrar que a internet de primeira geração já está presente em quase 1 bilhão de domicílios em todo o mundo, servindo a quase 3 bilhões de seres humanos.

Mas a grande revolução tecnológica se dará com a Internet das Coisas, que, aliás, já exerce papel decisivo na automação das residências. Ao longo dos próximos cinco anos, teremos a evolução da internet atual, que já está em grande número de residências – mas que, por enquanto, só interliga pessoas. Em 2020, teremos em nossas casas uma nova internet, muito mais poderosa, a Internet das Coisas.

MILTON – E o que poderemos fazer com essa Internet das Coisas?

ETHEVALDO: Com ela, todos os objetos poderão ter um endereço IP e comunicar-se via internet. Isso significa que, em nossa casa, todas as coisas ganharão inteligência — não apenas as TVs, os computadores, as câmeras ou os celulares, mas também as portas, janelas, paredes, móveis, fogão, livros, CDs, roupas, alimentos e produtos dentro e fora da geladeira e do freezer.

Além de comprar sem sair de casa, vamos dispor de novas formas de teletrabalho, de telemedicina e teleducação.

Mas em 2020 eu e você poderemos estar vivendo numa casa inteiramente conectada pela Intenet das Coisas. Graças aos sensores e outros dispositivos, cada objeto nessa casa se comunicará com tudo que existe, sejam objetos, pessoas ou empresas. O melhor nome dessa internet será, então, Internet de Tudo. Em inglês, Internet of Everything.

MILTON – E qual é o estágio atual da internet das coisas?

ETHEVALDO – Hoje, o progresso é muito maior na área corporativa ou empresarial, do que nas residências. Mas, em menos de cinco anos, viveremos num mundo conectado pela Internet das Coisas, de ponta a ponta, Milton.

MILTON – Até segunda.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *