Censura digital

Publicado em: 22/11/2012

Rádio Cbn Brasil | MUNDO DIGITAL, com Ethevaldo Siqueira

Milton – Bom dia, Ethevaldo. Como vai? Ethevaldo – Bom dia, Milton; bom dia, ouvintes. Tudo ótimo. Milton – Ethevaldo, é verdade que existe um movimento puritano nos Estados Unidos que prega uma nova ética e uma linguagem mais respeitosa para os usuários da internet? Ethevaldo – É verdade, Milton. E até algumas redes sociais começam a usar aplicativos que eliminam palavrões, obscenidades, pornografia e coisas equivalentes. É aí que mora o perigo, Milton. Milton – Por quê? Ethevaldo – Porque isso pode configurar censura – a não ser que se trate de um grupo fechado, com regras próprias, aceitas por todos os seus membros, dentro de uma rede social.

Veja o caso concreto de uma página do Facebook que foi censurada automaticamente no site da revista The New Yorker porque tinha uma ilustração de Adão e Eva, exatamente como eles são retratados no Velho Testamento. Esse tipo de censura da página é um evidente abuso.

Milton – E que outros tipos de censura estão ocorrendo?

Ethevaldo – Há muitos outros, como o da censura de palavras que nada têm de pornografia, no contexto em que são usadas. Imagine outro caso concreto em que o título de uma peça teatral – Monólogos da Vagina – foi censurado, automaticamente pelo software puritanista. Existem até aplicativos que fazem a varredura de textos em fração de segundo e eliminam palavras suspeitas de serem inadequadas ou indecentes.

Milton – Amanhã é sexta-feira, dia de falarmos sobre o futuro. Qual será o seu tema?

Ethevaldo – Vou falar sobre o cinema do futuro.

Milton – Até amanhã.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *