Como ficou de 1945 em diante

Publicado em: 16/12/2007

A Guerra acabou com a vitória sobre o eixo Berlim-Roma-Tóquio e deu aos Estados Unidos uma partilha de guerra incluindo a América Latina. Imediatamente o rádio e o cinema foram inundados com a produção fonográfica e cinematográfica daquele país. Em breve isso também viria acontecer na televisão, como ainda é.
Por Homero M. Franco

O Brasil se urbanizava, graças à revolução verde. As cidades cresceram com a migração dos campos e foi dos campos que se ouviu a voz da rebeldia: nós não queremos a invasão cultural ianque, já presente no rádio, no cinema, nos clubes.
Um punhado de universitários e literatos fundou o 35 Centro de Tradições Gaúchas, que mais tarde fundou o Movimento Tradicionalista Gaúcho e exportou esta cultura para quase todo o Brasil e exterior.
O evento foi inspirado na Revolução e Guerra Farroupilha, por isso o 35, ano de 1835, data daquele episódio e tinha por objetivos imediatos garantir a pureza cultural campesina e a guarda dos valores ancestrais.
O objetivo foi plenamente alcançado, inclusive em Santa Catarina, não só pela influência do Rio Grande do Sul na colonização dos campos Serranos, Vale do Rio do Peixe e Oeste, mas também porque a proposta servia aos imigrantes que não tiveram tempo de se sentirem brasileiros de fato, se não dentro dos cetegês. Esta foi uma fase interessante da transição cultural.
O modelo europeu e norte-americano de ser cultural foi sendo abandonado. A semana da Pátria passou a ser aumentada para 13 dias, começando em 7 e terminando em 20 de setembro. O traje oficial passou a ser a pilcha gaúcha.
O único erro dos pioneiros foi adotar o nome “gaúcho” para gentílico, criando um bárbaro transtorno para os cultualmente gaúchos do Uruguai, da Argentina, do Sul do Paraguai e de muitos estados brasileiros.
Não se pode confundir o ser cultural campesino gaucho (sem acento), com o cosmopolita nascido no Rio Grande do Sul. Nada a ver.
 


{moscomment}

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *