Como Preencher os horários de novelas

Publicado em: 24/10/2005

A Rádio Diário da Manhã de Florianópolis tinha novelas em cinco horários, distribuídos entre a manhã, tarde e noite.
Por Ricardo Medeiros

Quanto a autores para preencher os horários patrocinados pelas multinacionais, isso não era problema, pois as próprias empresas se encarregavam de mandar os textos para serem encenados na emissora. O impasse se dava no momento de preeencher os horários relativos a patrocinadores nacionais.
Para isso, a RDM só podia contar na prática, a nível local com dois autores,Gustavo Neves Filho e Osmar Silva, haja vista a carência de escritores de ficção em série em Florianópolis. A propósito de Aldo Silva, diretor de radioteatro da emissora, ele igualmente era escritor. No entanto dedicava-se a redigir textos para as sessões de peças completas, como Alma Sertaneja e Bazar de Emoções.
Para Hildalgo Araújo, que trabalhou de 1955 a 1990 na Diário da Manhã no setor contábil e na diretoria comercial, a falta de autores disponíveis, voltados para as encenações radiofônicas, deveu-se ao fato da cidade ser muito pequena naquela época: « era difícil encontrar alguém com capacidade para escrever ficção radiofônica. Eu me lembro somente do nome de Gustavo Neves.»
Por seu turno, o próprio Gustavo Neves Filho tem uma opinião diferente de Hidalgo Araújo. Ele salienta que os ditos intelectuais da cidade não se aventuravam em escrever radionovelas e nem de ouvi-las, tendo em vista que este gênero era considerado como sub-literatura, uma cultura de baixo nível:
« A única expressão literária que realmente seguia novelas na Diário era Altino Flores. Na época ele teve a infelicidade de ficar cego. Como ele não podia mais ler, ele passou a ouvir novela. Então, eu me lembro perfeitamente que a cada capítulo que terminava, ele me ligava para fazer alguns comentários ». 
Além dos autores locais, a diretoria da Diário da Manhã utilizava escritores de fora, sobretudo do eixo Rio-São Paulo para completar o número de textos necessários para a grade de programa de histórias seriadas. 


{moscomment}

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *