Computação cognitiva marca uma nova era na área de IA

Publicado em: 07/08/2014

MILTON – Bom dia, Ethevaldo, como vai?

ETHEVALDO: Bom dia, Milton, bom dia, ouvintes. Tudo ótimo.

MILTON – Ethevaldo, hoje é sexta-feira, dia de falarmos sobre o futuro e você prometeu falar o futuro da computação nos próximos 20 anos.

ETHEVALDO: Vamos lá, Milton. Há pelo menos duas grandes tendências nesse futuro. A primeira delas é a computação cognitiva – que ainda está na infância mas deverá revolucionar áreas como a Medicina, a Educação, a Pesquisa Científica e outras.

MILTON – Como funciona um computador cognitivo?

ETHEVALDO: O primeiro deles é o Watson, criado pela IBM. Seu funcionamento se baseia na combinação de três capacidades:
• O processamento em linguagem natural – que ajuda a entender as complexidades dos dados não estruturados que constituem mais de 90% dos dados no mundo atual.

• A geração de hipóteses e avaliações – pela aplicação das técnicas de análise avançada para comparar e avaliar um conjunto de respostas baseadas numa única evidência relevante.

• Aprendizagem baseada na evidência – que se aprimora a partir dos resultados e se tornar cada vez mais inteligente com cada repetição e interação.

MILTON – E qual é a outra tendência da computação do futuro?

ETHEVALDO: É a computação quântica, Milton. Embora ainda não passe de uma possibilidade remota, ela poderá revolucionar o computador daqui a 15 ou 20 anos.

Ela se baseia na ideia de utilizar partículas sub-atômicas, que pode assumir simultaneamente a representação de ZEROS e UNS. Ou, por outras palavras, essas partículas poderão formar uma espécie de bits quânticos ou qubits.

MILTON – E como estão as pesquisas nessa área?

ETHEVALDO: Há centenas de tentativas em todo o mundo. Uma das pesquisas mais recentes é a de um grupo de cientistas financiados pela Microsoft, na Califórnia.

Os avanços ainda são pequenos, mas são estimulantes, porque o computador quântico poderá multiplicar por mil a capacidade de processamento dos maiorescomputadores de hoje.

MILTON – Até segunda

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *