Currículo de ladrão

Publicado em: 06/05/2015

Outro dia recordei uma notícia que me fez lembrar que tipo de ladrões há por aí.

A notícia era essa:

– “Ladrão foge e esquece currículo” – A notícia mais completa informava que um taxista fora assaltado e como reagiu ao assalto levou uma facada nas costas e o ladrão fugiu. A parte interessante foi “ladrão foge e esquece currículo dentro do taxi”. Aí a imaginação vai longe. Quem não ficaria curioso para ler um currículo de ladrão? Talvez o currículo dissesse: Nome, especialidade, e se tem habilidades com armas de fogo. Talvez algum destaque a boas maneiras durante o “serviço”.

Quem sabe alguma observação de que o sujeito costuma respeitar suas vítimas, especialmente mulheres casadas e mocinhas indefesas. Em um dos currículos constaria até uma pequena demonstração do método usado pelo experiente e dedicado ladrão.

Ficaria mais ou menos assim:

– Bom dia! Posso ter um minuto de sua atenção, senhora?

– Pois não. Mas não tenho muito tempo!

– Serei breve. Bem, isto é um assalto. Passe, por favor, dinheiro, cartões, joias, e o que tiver de valor.

– Claro. Desculpe a pergunta, sua arma tem registro?

– Perdão, senhora. Está bem aqui, veja. Pratico tiros com frequência. Sabe como é, quem não se aperfeiçoa, fica para trás.

– Ah, é que me sinto bem mais segura assim, obrigado por sua compreensão, senhor ladrão.

– Não por isso. Foi um prazer. Ah, tem algumas fotografias que parecem de família, creio que a senhora quer ficar com elas.

– Sim, obrigada!

– A senhora se cuide, por favor. Há muitos ladrões despreparados por aí.

– O senhor também, nem todos lhes respeitam.

Um ladrão como o citado acima com certeza teria um bom currículo. Um amigo relatou que quando fora pescar teve seu carro arrombado. Aliás, muito bem arrombado. O vidro fora retirado com perícia. Nada quebrado, nem vidros nem portas nem painel.

Tudo em ordem. O vidro que foi retirado ficou encostado na lateral do carro, próximo ao pneu traseiro. O dono do carro saiu “satisfeito”, admirado com o profissionalismo do ladrão: que currículo deve ter esse homem!

Quando chegamos ao ponto de pessoas ficarem “satisfeitas” por um ladrão pelo menos não ter sido violento é porque a coisa está feia.

Há uma teoria sobre o caso da notícia do Jornal Hoje: talvez o currículo se referisse a algum trabalho sério, anterior ao crime. Caso contrário o mundo está tão concorrido que não basta saber roubar, tem que ter um bom currículo.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *