Desperdício

Publicado em: 05/09/2012

O Brasil, seguramente, é o Campeão Mundial do Desperdício. Senão, vejamos. Grande parte da produção agrícola do país, se perde no transporte ou na armazenagem inadequada.  A água que sai das estações de tratamento chega pela metade(ou quase isso) na torneira do consumidor.  Grande parte se perde nas tubulações velhas e sem conservação. Volta e meia chegam notícias de medicamentos vencidos que são jogados fora em instituições públicas. O mesmo ocorre com a merenda escolar que se perde por falta de conservação adequada. Grandes talentos da música, cantores, compositores, instrumentistas, são descartados pelos meios de comunicação para dar lugar a novos artistas que chegam sem muito talento mas, com grandes esquemas de marketing e propaganda.

Na televisão, atores, atrizes, apresentadores que começam a ver seus cabelos pratearem, perdem posições e acabam banidos da programação; são considerados, velhos. Fátima Bernardes deu lugar para uma apresentadora mais jovem para atuar ao lado do quase jovem William Bonner, no Jornal Nacional. Cid Moreira, a  grande voz da  TV, está em casa  quando deveria estar atuando.

No Rádio acontece a mesma coisa. Grandes locutores (com setenta ou pouco mais, ou menos que isso) estão fora do microfone, muito embora ainda conservem boa voz, vitalidade e a mesma locução impecável. Alguns exemplos; Souza Miranda, Hiran Nunes, Antunes Severo, Raul Mazza, Sílvio Ronald, José Maria Pizarro entre outros. O grande exemplo do desperdício brasileiro, vem do Supremo Tribunal Federal, onde recentemente um de seus mais notáveis membros, o ministro César Peluzzo, foi aposentado compulsoriamente aos setenta anos de idade, com todo o vigor, lucidez e profundo conhecimento que sempre demonstrou no período em que atuou. Um país que aposenta precocemente seus talentos, seus valores e  grandes cérebros, não sabe valorizar sua maior riqueza; o homem que sabe, o homem que faz.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *