Edição extraordinária!

Publicado em: 28/11/2009

Criação publicitária para o rádio envolve Lula e Dilma Rousseff. Começou a ser veiculado  um comercial, cujo enfoque “nunca antes na história deste país” foi utilizado. Está no ar o mais hilário  comercial do ano. Um imitador do presidente Lula (é o que não falta hoje em dia) chama a ministra Dilma para que ela apresente o “pack que vai trazer mais economia para os brasileiros”. Dilma grita: “Alfredoooooo”, personagem consagrado, mordomo-propaganda do papel higiênico Neve. Sua voz soa de longe como se estivesse no banheiro. Lula (imitado) brinca que “a ministra está em conferência com Alfredo” e então fala sobre a qualidade do produto com 16 rolos. O comercial foi criado pela agência DPZ, que usa a palavra inglesa pack (pacote) para confundir com o PAC, Programa de Aceleração do Crescimento. O diretor de criação da DPZ, Fernando Rodrigues, afirma que o comercial não tem motivação política. Defende a ideia como uma brincadeira com o presidente, que tem se mostrado  simpático e bem-humorado.  Como esse comercial será digerido pelo governo e oposição? Dentro de pouco tempo teremos a resposta. E você caro ouvinte-leitor, é a favor, contra ou muito pelo contrário?
Obs. 1: a presente edição extraordinária teve como fonte matéria publicada pela Folha de S.Paulo (sexta-feira, 27-11). Do comentário de Fernando de Barros e Silva, Governo no trono, também publicado na mesma edição, destacamos seu início:

“As imagens do presidente da República e da ministra da Casa Civil nunca antes na história deste país haviam sido usadas para vender papel higiênico. Alguém poderá dizer que a primeira vez a gente nunca esquece…”

Obs.2: A CBN (Rio) cancelou a inserção do já polêmico comercial (Lula-Dilma), mas depois de uma avaliação por parte do diretor do Sistema Globo de Rádio, Rubens Campos, liberou sua transmissão. O Conar, Conselho de Autorregulamentação Publicitária, não vê motivos para a proibição. Abaixo a censura.

1 responder

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *