Equipe da ONU analisará detenção arbitrária no Brasil

Publicado em: 15/03/2013

Mídia|Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.
Grupo de trabalho do Alto Comissariado de Direitos Humanos visitará Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília a partir do dia 18; especialistas ficarão no país por duas semanas.
Uma equipe de especialistas independentes da ONU chega ao Brasil na segunda-feira para investigar denúncias de detenção arbitrária.

O grupo de trabalho do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos vai analisar as alegações de privação de liberdade. Eles vão visitar prisões, delegacias, centros de detenção para migrantes e instituições psiquiátricas.

Oportunidade

A equipe vai passar pelas cidades de Campo Grande, Fortaleza, Rio de Janeiro, São Paulo, além da capital, Brasília.

O grupo ficará no Brasil por 10 dias, e o trabalho está sendo visto como uma oportunidade para um contato maior entre a ONU e autoridades dos poderes legislativo, executivo e judiciário, como também, de organizações da sociedade civil.

Conclusões

O relator-chefe do grupo, que conta com cinco especialistas, é El Hadji Malick Sow, do Senegal. Os outros são do Chile, da Noruega, do Paquistão e da Ucrânia.

No dia 28 de março, eles vão divulgar as conclusões preliminares da visita, numa entrevista para a imprensa, no Complexo da ONU Sérgio Vieira de Mello, em Brasília. O relatório final será apresentado na reunião do Conselho dos Direitos Humanos, em 2014.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *