Fim do telefone fixo ainda está longe de acontecer

Publicado em: 25/08/2014

MILTON – Bom dia, Ethevaldo, como vai?

ETHEVALDO: Bom dia, Milton, bom dia, ouvintes. Tudo ótimo.

MILTON – Ethevaldo, você acha que os telefones fixos vão morrer ou desaparecer?

ETHEVALDO: Num horizonte de 20 anos, não. Milton. Embora o mundo tenha hoje menos telefones fixos do que há 10 anos, eles ainda prestam grande serviço, com maior estabilidade do que a maioria dos telefones móveis e ainda por preços menores?

MILTON – E por que o número de linhas fixas está cainda no Brasil e no mundo?

ETHEVALDO: Porque para a maioria esmagadora das pessoas, o telefone celular pode substituir, com duas vantagens imbatíveis: a mobilidade e a versatilidade de milhares de aplicativos.

MILTON – E por que as empresas ainda mantêm suas linhas fixas?

ETHEVALDO: Porque o telefone fixo assegura melhor qualidade de voz e está menos sujeito a interferências que o telefone móvel. Desse modo, as ligações são mais estáveis e não caem com muita frequência.

Outra vantagem para as empresas é resultado da evolução da tecnologia que permite que as linhas telefônicas possam ser utilizadas para a transmissão de dados, de fax e de interligação de computadores.

MILTON – E no futuro, ainda haverá linhas fixas?

ETHEVALDO: É bem provável, em especial porque os cabos telefônicos atuais venham a ser utilizados para transmissões em banda larga, para videoconferência e outras aplicações.

MILTON – Até amanhã.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *