Futebol Desmoralizado

Publicado em: 08/03/2013

Está virando brincadeira o mais importante torneio de clubes da América do Sul. Vários são os aspectos que precisam ser enumerados sobre a disputa da Copa Libertadores da América. Primeiro que a competição é organizada pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) num continente composto por dez (10) países. Segundo: lógico seria o torneio contar com equipes desses países e só. De uns tempos a essa parte a entidade por interesses financeiros, creio, resolveu convidar equipes mexicanas desfigurando o real motivo do torneio. Terceiro: partidas em cidades como La Paz (3.640) e Oruro (3.735) acima do nível do mar que dá grande vantagem aos times da casa. Quarto: e ontem à noite em Tijuana na Baixa Califórnia o Corinthians teve que jogar num gramado sintético. O time local acostumado ao terreno de jogo e com pouca qualidade técnica ainda aproveitou para fazer 40 faltas e chutar a bola para qualquer lado.
Os jogadores do Corinthians não conseguiram colocar em prática seu futebol e ainda tiveram que aceitar um gol em completo impedimento que deu a vitória ao time da casa. É hora de acabar de brincar com o futebol. Chega de inventar. Ou será que os dirigentes não estão preocupados com o jogo em si? A Copa Libertadores da América virou uma “guerra” onde o futebol é superado pela altitude, violência, gramados sintéticos e arbitragens sem nenhum critério e qualidade. É isso aí.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *