Futebol vira arma de combate ao HIV/Aids

Publicado em: 22/01/2013

Mídia | Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.
Unaids lançou campanha junto com a Confederação de Futebol Africana para alertar a população sobre o HIV e mobilizar a juventude a se prevenir contra a doença.
Os capitães das seleções que vão disputar as partidas da fase final da Taça Africana das Nações, CAN 2013, farão uma declaração contra o HIV/Aids.A ideia junta-se às mensagens de prevenção do vírus, que vão ser projetadas em telões eletrônicos gigantes para os torcedores presentes nos estádios, até o fim da competição em 10 de Fevereiro, na África do Sul.

De acordo com o Programa Conjunto da ONU sobre o HIV/Aids, Unaids, a campanha “Protect the Goal”, em inglês, deve mobilizar os jovens a assumir o compromisso de prevenção do vírus que causa a Aids.
O Unaids afirmou que a campanha deve continuar até a realização do Mundial de 2014, no Brasil.

O diretor executivo da agência, Michel Sidibé, espera que o início da campanha possa gerar muito entusiasmo entre os fãs.
Segundo a Unaids, 4,6 milhões de jovens entre 15 e 24 anos vivem com o HIV. Cerca de 2.300 são infectados com o vírus diariamente no mundo.

O programa da ONU afirma que muitos jovens que contraíram o HIV e que poderíam receber o tratamento, não têm acesso ou não sabem que estão infectados com o vírus.
A campanha também destaca a necessidade de se garantir acesso ao tratamento antirretroviral para 15 milhões de pessoas até 2015.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *