Gostas de ficar contigo?

Publicado em: 17/06/2015

“Antes só do que mal acompanhado”. Quem já não falou ou ouviu essa frase? Mas o ponto em questão muitas vezes não são os outros, o ponto é não suportar a própria companhia.

Como assim, tipo, não gostar de ficar sozinho de jeito nenhum? É por aí.

Se isolar, não ter vida social, com certeza não é bom. Gostoso é estar com a família e com amigos, sair e se divertir (se algum parente ou amigo estiver lendo irá dizer, “mas que cara de pau, custa a sair de casa em vem com essa conversa”) espera aí. Estou falando em se isolar.

Gosto de boas companhias e boas conversas. Estamos falando sobre ter prazer na própria companhia, pelo menos de vez em quando. Aquele tempo para ler um bom livro. Assistir um bom filme. Ouvir as músicas preferidas, ou simplesmente ficar sem fazer nada. Há tempo para tudo. Para visitarmos, para sermos visitados. Para passear e viajar. E tempo para dar um tempo. Pode ser entre amigos, muitos ou poucos.

Sabe-se de casos de pessoas que preferem não sair de casa a sair sozinhas, e não é por medo de roubo, por exemplo, mas por receio do que outros talvez digam: “Olha só, está sozinha (o), não tem ninguém”. Viajar só, ir ao cinema, a uma livraria, fazer um lanche, pode parecer um fim do mundo para alguns. Mas por quê? A psicologia normalmente explica. Cá entre nós, é coisa da nossa cabeça. Já falamos ali encima que o bom é boa companhia, que querer isolar-se não é coisa boa, mas tudo tem limite. Equilíbrio.
Boas amizades e bons relacionamentos são importantes sempre.

Mas caso uma noite ou final de semana estejamos sozinhos: que tal experimentar a própria companhia? Veja se aprova. Agora, se não gostar imagine os outros.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *