Governos e especialistas discutem crescimento com proteção ambiental

Publicado em: 17/05/2013

Encontro, na Assembleia Geral, em Nova York, reuniu especialistas e representantes de governo; a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, foi uma das convidadas.

Mídia | Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Representantes dos países-membros das Nações Unidas se reuniram, na manhã desta quinta-feira, na Assembleia Geral para discutir formas de combate à mudança climática ao mesmo tempo em que se mantém o crescimento econômico.

O encontro contou com a presença da ministra brasileira do meio ambiente, Izabella Teixeira. Em seu discurso, o presidente da Assembleia, Vuk Jeremic, disse que o desafio central deste século é acabar com a pobreza extrema sem destruir a base ambiental de sobrevivência.

Metas do Milênio

Jeremic disse no debate sobre desevolvimento sustentável e mudança climática que é preciso haver uma cooperação de todos os países, sem exceção. O economista Jeffrey Sachs, diretor da Universidade de Columbia e do Instituto da Terra, e o presidente do Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática, Rajendra Jumar Pachauri, foram alguns dos especialistas presente ao evento.

Em 2015, a ONU encerrará o prazo para o cumprimento das Metas do Milênio, e deve lançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Um dos temas debatidos foi a ultrapassagem da barreira de 400 partículas por milhão (pmm, na sigla em inglês) nos níveis de emissão de dióxido de carbono. Especialistas dizem que foi a primeira vez que esta marca foi alcançada em mais de 3 milhões de anos.

Nível do Mar

O presidente da Assembleia Geral disse que as provas científicas são contundentes, e que os piores medos da humanidade foram confirmados. Segundo ele, as temperaturas estão subindo, o nível do mar está subindo e cada vez mais ocorrem desastres naturais.

Ao destacar a ligação entre água e energia, Jeremic lembrou que o mundo tem que investir mais em tecnologias e estratégias para assegurar que os países crescerão sem prejudicar o meio ambiente.

Ele encerrou dizendo que o debate na ONU é parte dos compromissos assumidos durante a conferência Rio + 20, no ano passado, e na qual os países concordaram com medidas para integrar o desenvolvimento sustentável nos planos econômico, social e ambiental.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *