HB 121: A Realidade se impunha ao colonizador

Publicado em: 15/02/2012

A dois de setembro de mil oitocentos e cinqüenta chegaram os dezessete primeiros colonos. Essa é, sem dúvida, a data mais conhecida da história de Blumenau, pois é a data, oficial, da sua fundação. O que pouca gente sabe é que o Dr. Blumenau considerava outra data como sendo a da fundação da colônia. Para ele, o momento mais significativo do início de tudo foi o da distribuição dos doze primeiros lotes de terra. E isso aconteceu no dia vinte e oito de agosto de mil oitocentos e cinqüenta e dois. Para ele, portanto, esse era o marco inicial. Assim foi até mil oitocentos e oitenta e três, ano da instalação do Município de Blumenau, quando o Intendente José Bonifácio da Cunha propôs e a Câmara Municipal aprovou o dois de setembro como a data de fundação de Blumenau. 
Do Belchior até as margens do Ribeirão da Velha – região hoje conhecida como Praça da Figueira, em frente à Prefeitura – os imigrantes e sua bagagem foram conduzidos de canoa. Hackradt e dois caboclos da região encarregaram-se do transporte. Alguns dos colonos o Dr. Blumenau conseguiu alojar em sua morada. Outros, entre os quais o sobrinho Reinoldo Gertner, foram instalados nos poucos ranchos próximos. Não é necessária muita imaginação para adivinhar como teriam passado os primeiros meses no estabelecimento. Mata fechada, cheia de perigos e contrariedades, rumores estranhos, algazarra de animais selvagens, compunha o cenário de uma natureza que, apesar de tudo, era rica e deslumbrante.
A seguir: a sorte estava lançada e ninguém teve dúvidas: só os fortes venceriam.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *