HB 124: Distribuição dos primeiros lotes faz crescer a Colônia

Publicado em: 14/03/2012

Em fins de mil oitocentos e cinquenta e um chegaram nove imigrantes para a colônia. Já nos anos seguintes o número aumentaria sensivelmente. E uma data preservada com muito carinho pelo Dr. Blumenau foi o vinte e oito de agosto de mil oitocentos e cinquenta e dois. Nesse dia foram distribuídos os dez primeiros lotes aos colonos. Tanto foi atribuído significado especial a esse momento, que a data foi comemorada durante muito tempo como sendo a da fundação da colônia. Era como pensava e sentia o Dr. Blumenau, tendo o fato como de efetivo início da realização dos seus planos ou concretização do grande sonho. E se justificava porque, a partir de então, aconteceu uma constante e crescente intensificação no povoamento e cultura das terras que iam sendo medidas e demarcadas.

O futuro, porém, modificou a data de fundação da colônia. A Câmara Municipal entendeu como o momento mais significativo e de maior valor histórico a chegada dos dezessete primeiros colonos. E decretou como a data da fundação de Blumenau o dois de setembro de mil oitocentos e cinquenta, marco que é comemorado todos os anos em meio a festividades carregadas de muito civismo. Mas retomemos o curso da história. Vejamos como o mentor daquela aventura narra as vicissitudes pelas quais passou nos primeiros quatro anos da colônia. Sua narrativa, na carta enviada em mil oitocentos e cinquenta e quatro, tem sequência assim: “entretanto chegaram os primeiros imigrantes, dos quais só alguns consegui hospedar”.

A seguir: de mentor do projeto de colonização a operador do engenho de serra para ganho do próprio sustento, Dr. Blumenau fez de tudo para dar consequência ao sonho.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *