Hollywood imortalizou o “Oscar”, mas o rádio ajudou a celebrizá-lo

Publicado em: 17/02/2008

Nos acostumamos a acompanhar o Oscar todos os anos, principalmente depois que a TV passou a transmitir a cerimônia com toda a pompa do tapete vermelho sendo pisado pelas celebridades. “And the winner is…” E o vencedor é:… !
Por Carlos Braga Mueller

O anúncio causava suspense, tanto quanto agora, enquanto no palco eram revelados os nomes. Em determinado momento o bordão mudou para: “And the Oscar goes to….” E o Oscar vai para:… !
No próximo dia 24 acontece a 80ª edição do OSCAR, a entrega dos prêmios máximos do cinema, instituídos pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood. A Academia foi organizada em maio de 1927, com apenas 36 membros, tendo sido seu primeiro presidente o ator Douglas Fairbanks Sênior.
No dia 16 de maio de 1929 aconteceu a primeira cerimônia, modesta, tendo por cenário um banquete para 270 participantes, no Hollywood Roosevelt Hotel. Cada um pagou cinco dólares pelo direito de ir ao evento.
Durante 15 anos o “Oscar” foi entregue em banquetes realizados em hotéis: o Roosevelt, o Ambassador e o Baltimore. A 16ª cerimônia aconteceu no famoso Teatro Chinês de Los Angeles, onde astros e estrelas deixam suas mãos no cimento da “calçada da fama”. O ano era 1944 e na Europa desenrolava-se a sangrenta e traumática Segunda Guerra Mundial.
O “Oscar foi uma das poucas manifestações que não pararam de ser realizadas, mesmo com a guerra. Pois em 1944 houve mais um fato histórico no Oscar.
Tudo o que aconteceu no Teatro Chinês foi irradiado por ondas médias e curtas para o mundo inteiro através de uma cadeia radiofônica, a “network radio” norte-americana.
E as ondas curtas atravessaram os oceanos para contar em detalhes, ao vivo, o que estava acontecendo em Hollywood. Os GIs norte americanos,  soldados que lutavam na guerra, reuniram-se em volta dos aparelhos receptores de rádio e no meio da alegria viam-se lágrimas de saudades escorrerem pelas faces sofridas daqueles guerreiros.
A medida em que eram anunciados os vencedores, eles, tão longe da pátria, também batiam palmas.
Durante três anos o Teatro Chinês sediou a festa do OSCAR. Depois, sucessivamente o Shrine Civic Auditorium, o Melrose Avenue Theater e o Pantages Theater em Hollywood abrigaram a cerimônia.
Em 1953, na 25ª entrega dos prêmios, a festa foi televisionada pela NBC, em convênio com a “network radio”, que continuou a transmitir o evento. Em 1966 a televisão começou a mostrar o OSCAR em cores. Hoje em dia, é o programa mais assistido ao redor do mundo.
Sua entrega passou também pelo Santa Mônica Civic Auditorium, pelo Dorothy Chandler Pavilion no Los Angeles County Music Center até que em 2002 o cenário passou a ser o Kodak Theater/Highland Center, em Hollywood.
Viram como o rádio teve papel importante também na divulgação do cinema? Fica o registro, como reconhecimento ao papel que o rádio desempenhou em mais este fato histórico.
 


{moscomment}

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *