HOMENAGEM A WALDIR BRAZIL VAI ATÉ 26 DE NOVEMBRO

Publicado em: 02/10/2006

Depois da temporada dos grupos Armação e O Dromedário Loquaz em homenagem a Waldir Brazil continuam abertas ao público as montagens e exposição até o próximo dia 26 de novembro, em Florianópolis.
Divulgação

Waldir nasceu em Florianópolis, no dia 18 de fevereiro de 1920. Perdeu pai e mãe muito cedo e foi criado por uma tia-avó. Funcionário da Caixa Econômica Federal (CEF) se casou e teve 5 filhos. Trabalhou nas rádios Guarujá e Diário da Manhã como “crooner”, comediante e radioator. Foi premiado pela participação em programas de humor.

No cinema, atuou em “O Preço da Ilusão” na década de 1950. Depois fez o “Prata Palomares”, com Zé Celso Martinez; “PSW” (Paulo Stuart Wrigt), com Antônio Fagundes, “Manhã”, de Zeca Pires; “Desterro”, de Eduardo Paredes. Fez também “Ponte Hercílio Luz”. Por seu papel na peça “Eles Não Usam Black-Tie” recebeu o prêmio de melhor ator em Florianópolis. Com direção de Isnard Azevedo, fez outras três peças. A última peça em que Waldir atuou foi em “Os Lobos”, com Zica Soares, em 1999, encenada no Teatro Armação, na Praça XV.

Colaborou:

:: Giovana Silva: [email protected]


{moscomment}

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *