Inter-Meios: mercado cresceu 27% de janeiro a maio

Publicado em: 29/07/2010

Lena Castellón

A mídia brasileira registrou um aumento de 27,25% no faturamento publicitário nos cinco primeiros meses do ano, em comparação ao movimento registrado entre janeiro e maio de 2009. Esse é o resultado do mais recente relatório do Projeto Inter-Meios, iniciativa do Grupo M&M que mede os investimentos nos veículos de comunicação. Os números, divulgados nesta terça-feira, 27, mostram ainda que o mês de maio teve uma alta de 31,68%% em relação ao mesmo período no ano passado. Os dados são apurados a partir de informações fornecidas pelos veículos e por auditagem da PricewaterhouseCoopers.

Um dos setores que se destacou em maio – mês anterior ao início da Copa do Mundo da África do Sul -, segundo esses números, foi a TV aberta, com crescimento de 40,04%. O meio atingiu uma participação de 65,09% do bolo publicitário. O faturamento da internet subiu 35,08% (o share chegou a 3,91%).

Em termos percentuais, cinema atingiu uma significativa alta em maio: 64,79%. Sua participação, porém, é a mais baixa dos meios pesquisados, com 0,39%.

No acumulado dos cinco primeiros meses, o desempenho da TV também foi o destaque, mas por pouco: o aumento foi de 34,76% (em valores, o movimento atingiu R$ 6,3 bilhões), enquanto que a internet cresceu 34,05% (foram faturados R$ 414 milhões no período). Entre janeiro e maio, a participação da TV aberta ficou em 63,66%. E o faturamento da web com a venda de espaços publicitários representou 4,16% no bolo publicitário.

Confira abaixo os índices por meio, entre janeiro e maio:

– Guias e listas: -8,69% (valor acumulado de R$ 126,8 milhões)
– Internet: 34,05% (valor acumulado de R$ 414,3 milhões)
– Jornal: 7,84% (valor acumulado de R$ 1,3 bilhão)
– Mídia exterior: 19,70% (valor acumulado de R$ 297 milhões)
– Rádio: 18,56% (valor acumulado de R$ 420 milhões)
– Revista: 18,74% (valor acumulado de R$ 658,7 milhões)
– TV: 34,76% (valor acumulado de R$ 6,3 bilhões)
– TV por assinatura: 33,17% (valor acumulado de R$ 340,5 milhões)
– Cinema: 14,08% (acumulado de R$ 30,5 milhões)

Meio & Mensagem – Mídia

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *