Jornalistas de rádio e TV conquistam reajuste salarial

Publicado em: 02/05/2009

Os jornalistas empregados em empresas de rádio e televisão do Ceará decidiram nessa quinta-feira (30/4) aceitar a última proposta apresentada pelos patrões na campanha salarial de mídia eletrônica. A deliberação ocorreu em assembleia da categoria, realizada na sede do Sindicato dos Jornalistas. Por Karison Mesquita

Na mais recente rodada de negociações (24/4) da campanha salarial que está no quarto mês, o sindicato patronal apresentou ao sindicato laboral a proposta de reajuste de 6,75% para o piso salarial dos jornalistas de rádio e tevê. Para os salários acima do piso, as empresas de mídia eletrônica propuseram reajuste de 6,5%. Os percentuais superam o índice inflacionário que antecede a data-base de 1º de janeiro de 2009, que foi de 6,48%.

Com o reajuste, o piso salarial passará dos atuais R$ 1.360,42 para R$ 1.452,25, uma diferença de R$ 91,83. A aprovação do novo piso de mídia eletrônica aumenta para R$ 300,00 a diferença em relação ao piso dos jornalistas de jornais e revistas, que permanece congelado em R$ 1.152,00 desde setembro de 2007.

A campanha salarial dos profissionais que trabalham em meios de comunicação impressos se arrasta há oito meses, pois, ao contrário dos empresários de mídia eletrônica, os donos de jornais e revistas do Estado se recusam a pagar um reajuste com ganho real (acima da inflação) para os jornalistas.

Fonte: www.sindjorce.org.br

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *