Lançamento – Rádio e capitalismo no Rio Grande do Sul

Publicado em: 21/10/2007

As emissoras comerciais e suas estratégias de programação na segunda metade do século 20
Nos anos 50 e 60, o espetáculo dos auditórios na saudável disputa a preferência dos ouvintes entre a Farroupilha e a Gaúcha. Tempos de Maurício Sobrinho, ainda sem o Sirotsky no nome, e do animador-galã Salimen Júnior.
Divulgação

Tempos das novelas, com Walter Ferreira, Ernani Behs e, logo em seguida, Paulo Ricardo a mobilizarem atenções e sentimentos em longas tramas, seis, sete, oito vezes ao dia. Tempos de Pinguinho e Walter Broda, de Carlos Nobre, todos fazendo chorar… de tanto rir.
Vêm a TV e a crise. Vem a saída na segmentação. Começa a era dos comunicadores, conversando sempre com o ouvinte. Anos 70 de falar para públicos em particular e da aposta nas estações em freqüência modulada. Anos de crise, mas de grandes grupos, uns ficando para trás na voragem da história. Lembram dos Associados? Outros enfrentando problemas e se reestruturando como a casa da Guaíba, ao final guardando de Caldas Júnior apenas um nome, uma lembrança, uma referência. Muitos surgindo – a Rede Brasil Sul, a Rede Pampa… – e chegando de fora – o Grupo Bandeirantes, por exemplo. E, é claro, há os empreendimentos do interior do estado, de cinco décadas atrás, das Emissoras Reunidas, na parte de cima do Rio Grande, e das várias rádios Cultura, lá da Zona Sul, aos de hoje. Radiojornalismo. Rádio popular. Rádio musical. Os vários rádios do final do século. Tudo com o pano de fundo da história gaúcha e brasileira, da política, da economia, da cultura…

Rádio e capitalismo no Rio Grande do Sul: as emissoras comerciais e suas estratégias de programação na segunda metade do século 20, de Luiz Artur Ferraretto, recupera a trajetória do veículo em suas diversas vertentes. São 632 páginas, com dezenas de quadros e ilustrações, resultado da tese de doutorado do autor defendida no Programa de Pós-graduação em Comunicação e Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. O trabalho baseia-se em entrevistas, gravações de arquivo, livros, documentos e publicações. Com preço sugerido em R$ 52,00, está sendo lançado na 53ª Feira do Livro com um valor promocional: R$ 36,40 na banca da Editora da Ulbra.
Contatos com o autor:
Luiz Artur Ferraretto
(51) 3226-9320 (residência)
(51) 9999-1865 (celular)
E-mail: [email protected]
Divulgação – Editora da Ulbra
Claudia Luciane de Oliveira
(51) 3477-9118 (editora)
(51) 9712-1564 (celular)
E-mail: [email protected]

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *