Landell de Moura cidadão paulistano

Publicado em: 18/05/2011

Ao comemorar  os 150 anos de nascimento do padre Roberto Landell de Moura, a Câmara Municipal de São Paulo homenageou ontem,17/05/2011,o inventor do rádio com o título de cidadão paulistano,in memoriam. Zemo Landell de Moura sobrinho-neto do padre,hoje com 82 anos, esteve presente no evento. Patrono dos radioamadores do Brasil,o religioso nasceu em Porto Alegre,em 21 de janeiro de 1861. Em 1899,o padre Landell fez a primeira transmissão de voz humana, sem fio, em São Paulo, por meio de um aparelho denominado transmissor de ondas. Durante as comemorações dos 150 anos aniversário de Landell de Moura,em 2011, os Correios lançaram um selo comemorativo em Brasília, São Paulo e Porto Alegre. Já o senador e radialista, Sergio Zambiasi (PTB-RS), quer que, por meio de um Projeto de Lei, se inclua o  padre Landell no Livro dos Heróis da Pátria. A entrega do  Título de Cidadão Paulistano (in memoriam) aconteceu no Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo.

2 respostas
  1. Rodrigo Monguilhotti says:

    Descobri esse site hoje e ouvindo essas transmissões do Walter Filho chorei lembrando 20 anos atrás quando ouvia o programa dele “Bom Dia Dia” na “Rádio Diário da Manhã” juntamente com minha querida vó no sítio no Lamim-Florianópolis-SC, falecida em 2011, que adorava o Walter. Nós ouvíamos o Walter num rádio à pilha no meio do terreno cuidando dos canteiros de verdura que ela plantava. Ô tempo maravilhoso que não volta mais…
    Walter Filho, um grande abraço de um antigo ouvinte que nunca te conheceu pessoalmente, mas que o estima muito! Saudades.
    Rodrigo

  2. walter filho says:

    Rodrigo,irmão,Bom dia,dia ! Você me deixou emocionado e feliz também.Tem mais matérias nossas aqui no Caros Ouvintes,é só colocar na janelinha acima da cabeça do site a expressão walter filho bom dia dia.Rodrigo, a gente ainda vai se conhecer com ceerteza.Um beijo na alma de sua vó e um forte abraço,irmão.O meu e-mail é [email protected] .Obrigado,muito obrigado pelas considerações.Até mais.

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *