Lembrando Henrique Ungaretti e seus leitores

Publicado em: 28/10/2010

Cronista, ilhéu até a medula, Henrique Ungaretti, por vários anos deleitou os ledores de jornal da Capital com histórias e estórias evocativas de épocas passadas e vividas por seus leitores. Na coluna que manteve no jornal A Notícia, na edição do dia 29 de março de 2006 ele publicou esta sob o título Túnel do tempo: A foto da rua Vidal Ramos (quando nem tinha esse nome) publicada aqui há duas semanas fez o leitor Sebastião Bonassis de Albuquerque enviar extensa e deliciosa carta à coluna. Albuquerque fez uma viagem emocionada no tempo, a partir daquela imagem da ladeira na qual morou por dez anos. Recorda que na revolução de 32, o rádio ainda era artigo de luxo na Capital do Estado. “Não era qualquer família que tivesse um receptor para escutar o noticiário da revolução da Rádio Ditadura. Na casa da esquina morava o comerciante José Daux. Por volta das 19 horas, Daux botava um aparelho na janela que ficava de fronte à nossa casa. Àquela hora, juntava uma multidão de homens para ouvir. E o parapeito da nossa casa era disputado pelos primeiros que iam chegando. No dia seguinte, pela manhã, o que havia de casca de pinhão cozido e amendoim pela calçada e rua, era um mar.”

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *