Léo Cesar, o último dos moicanos

Publicado em: 20/09/2013

José Eli Francisco

Primeiros radialistas de Joinville. Wolfgang Brosig apóia sua mão sobre o ombro de Léo César

Leopoldo Schroeder – ou simplesmente Léo Cesar  – é o narrador esportivo mais antigo de Joinville e acredito de SC, ainda vivo . Com seus 88 anos de idade e morando há décadas na rua Alagoas em Joinville, com sua esposa, não se desliga das coisas que acontecem na cidade . É um bom papo e adora esportes . Falar com Léo é uma volta ao passado, mas se puxar  sobre as coisas de hoje ele sabe de tudo. Lê jornal, escuta rádio e ainda faz suas críticas quando não gosta de certas coisas que acontecem de ruim na cidade .

Dia 25 de setembro é o Dia da Radiodifusão. A data é em homenagem a Roquete Pinto (nasceu neste dia) e foi o responsável pela implantação da primeira emissora de rádio no Brasil. A propósito tenho uma sugestão a fazer: como ultimamente a Câmara Municipal de Joinville tem dado título de cidadania a muitas pessoas que quase nada contribuíram para a sociedade, acredito que seria oportuno homenagear esse profissional que tem um passado representativo na comunicação joinvilense. Há quase 70 anos ele e Jota Gonçalves dividiam as transmissões esportivas de Caxias, América e São Luiz, pela Rádio Difusora de Joinville. Dar o título de cidadão honorário a um homem íntegro, que nunca misturou política com trabalho é para mim uma das pessoas mais respeitadas em qualquer lugar.

Dar o título de Cidadão Honorário a Léo Cesar, é resgatar a lembrança de um passado de glórias do desporto local que tantas alegrias nos deu no basquete , futebol, remo, tiro e que ele  transmitiu com sua voz inconfundível  pelas ondas sonoras do rádio. Ainda é tempo de se prestar esta homenagem, pois, acho muito pouco que ele se transforme simplesmente num nome de rua no futuro .

José Eli Francisco – Presidente do Sindicato Profissional de Rádio e  Televisão Regional de SC | Diretor de Educação da Federação Nacional dos Radialistas – DF

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *