Lourival Bruno e o outro lado do rádio

Publicado em: 06/09/2011

Miro, um ouvinte apaixonado por rádio

RadioDoc | Depoimento

Houve época em que o radialista começava por conhecer a parte técnica da emissora para depois definir-se por uma das atividades reservadas à profissão. Atualmente, por circunstâncias várias, a grande maioria ignora onde está localizado o transmissor. Para esses, é possível que o comentário do técnico Lourival Bruno da Rádio Diário da Manhã de Florianópolis soe algo estranho. Mas, é bom que saibam ou lembrem que uma emissora de rádio é composta, no mínimo, por um transmissor, uma antena, cabos de conexão ou sistemas de microondas, amplificadores de saída, microfones, computadores com os arquivos de áudio, conteúdo – música, notícia, informação, comercial, especiais, reportagens externas etc. – tudo isso sem contar as indispensáveis áreas de engenharia, administração geral e de finanças e comercial para remunerar as despesas gerais – luz, água, telefone, transporte, impostos – o concessionário e o pessoal que compõe as equipes dos diferentes setores de atuação de uma empresa de comunicação.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *