LULA PARA ALÉM DE SEU TEMPO

Publicado em: 23/10/2006

Não faz muito tempo, escrevi sobre a falta que estava me fazendo “jingles” e “slogans” de campanha. Quase como se fosse atendendo ao meu pedido, chegou o segundo turno e com ele, qual não é a minha surpresa, estamos diante de uma avalanche de rimas ricas, musiquinhas bem fáceis de aprender, como deve ser um bom jingle. Eu não diria, para não ser atrevida, que ouviram minha sugestão. Seria muita pretensão. Mas que se corrigiram e marcaram nossa memória com excelentes chamadas, não há nenhuma dúvida.
Por Anna Verônica Mautner

Lembro-me até hoje de jingles de 50 anos atrás. Uma letra fácil e uma música bem cadenciada atravessam épocas, perpetuam nomes.
Yedo – Yedo
Yedo não tem medo.
Carne, leite e pão
Açúcar sem cartão.

Quem lembra de Yedo? Ninguém, mas todo mundo que era vivo em 1946 lembra do lema do candidato do então Partido Comunista. Ele não ganhou, sumiu, mas nos faz lembrar dos tempos do racionamento de comida durante a guerra.
Presidente Getúlio
Ademar senador
E Lucas Garcês
Para governador
E PTB e PSP
Com Lucas Garcês
Iremos vencer.
(1950)

Velhos tempos de gente que nem existe mais, mas cujos nomes ainda ressoam na mente de quem votou em 1950.
Para mim, é uma distração lembrar de slogans e jingles não só de políticos mas também de produtos. Que fim terão levado as “Pastilhas do dr. Ross” que faziam bem ao fígado de todos nós? E os “Lençóis Parahyba” que nos levavam para a cama? E o trenzinho camarada  dos biscoitos “Du Chein”? Somem os produtos e ficam gravadas na nossa memória melodias e rimas que trazem de volta tempos passados. Pode parecer piada, pode até parecer ironia, mas não é. Vejo vantagem colateral às eleições e ao mercado na criação de sons que nos levam a tempos passados, odores desaparecidos, nomes esquecidos. É uma responsabilidade dos homens que criam os “reclames” – ou peças publicitárias, como se diz modernamente – manter o passado presente no futuro. E aí o rádio entra com tudo. Com as novas peças da propaganda do Lula, ele vai ficar para bem além de seu tempo no poder. Lula na voz do povo, esta cadência vai ficar. Parabenizo o criador.


{moscomment}

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *