Mais novidades no ar: Jurerê, A verdade e RSC

Publicado em: 06/07/2005

No terceiro capítulo do livro Caros Ouvintes, a ser lançado em agosto, são apresentadas três emissoras que surgem no final dos anos 1950 e no início dos anos 1960.
Da redação

A primeira delas é a Rádio Jurerê, do Deputado Federal Elias Adaime, que durou de 1957 a 1959. As informações contidas na obra sobre esta emissora foram obtidas principalmente através da revista O Rádio Catarinense , que começou e terminou em seu primeiro número, datado de 15 de novembro de 1957.


Walter Souza, da Rádio Jurerê

A segunda estação em foco no capítulo surge em 1958: é a Rádio Jornal A Verdade, uma iniciativa  do jornalista e político Manoel de Menezes, pai do também jornalista Cacau Menezes.


Manoel de Menezes, do Jornal A Verdade

Por último o terceiro capítulo de Caros Ouvintes aborda a Rádio Santa Catarina, do Deputado Federal Haroldo de Carvalho, que retoma o canal deixado pela Rádio Jurerê.


George Peixoto, o Picolé, foi gerente da RSC

Todas as três emissoras, assim como as outras anteriores contempladas no primeiro e segundo capítulos – Rádio Guarujá, Rádio Anita Garibaldi e Rádio Diário da Manhã- estarão de uma forma ou de outra servindo de palanque eleitoral para os seu proprietários.


{moscomment}

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *