Ministro diz que esportes no Brasil também promovem inclusão social

Publicado em: 06/06/2013

Para Aldo Rebelo, tecido social brasileiro baseado na “tolerância” e no combate a ódios deverá ser notado durante Copa do Mundo e Olimpíadas; ministro está em Nova York para fórum internacional da ONU.

Mídia | Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, participa nesta quinta-feira do Terceiro Fórum Internacional sobre Esporte para o Desenvolvimento. O evento está ocorrendo na sede das Nações Unidas, em Nova York.

Comparecem à cerimônia também o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Jacques Rogge, e o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon.

Imaginário

Nesta entrevista à Rádio ONU, o ministro Aldo Rebelo falou sobre a realização da Copa do Mundo e das Olimpíadas no Brasil. Ele lembrou que o país se preocupa em aliar o esporte à inclusão social, e que a realização dos eventos internacionais são um grande privilégio.

“Nós sabemos o significado do esporte no imaginário da paz, do desenvolvimento, na fantasia da igualdade de um mundo democrático. Por isso, o esporte é tão celebrado. E os seus dois grandes eventos são tão esperados pela humanidade.”

Para Aldo Rebelo, os eventos esportivos também serão uma oportunidade de mostrar ao mundo, o caráter nacional do país-anfitrião.

“Uma sociedade que foi construída negando e combatendo o ódio nacional, o ódio racial, o ódio religioso. Nós cultivamos a tolerância no nosso processo civilizatório e acho importante que o mundo nos perceba desta forma.”

O Fórum Internacional sobre Esporte para o Desenvolvimento, na sede da ONU, termina nesta quinta-feira.


0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *