Morre Célio Marinho, do rádio de Itajaí

Publicado em: 28/04/2012

Rodrigo Santos *

Não consigo ensaiar, só funciono ao vivo

Célio Marinho, um dos maiores expoentes da história do rádio de Itajaí, morreu neste sábado. Ele estava em uma sessão de hemodiálise e acabou falecendo, vítima de parada cardíaca. Seu corpo está sendo velado no Cemitério Municipal da Fazenda e será sepultado em Itajaí, terra do seu Marcílio Dias em que narrou tantas partidas. Um cara que cresci ouvindo, seja pela Rádio Clube ou pela Difusora, e pessoa exemplar. Nesse ano, não estava narrando jogos, mas o encontrei na arquibancada do Gigantão no Marcílio x Brusque neste Campeonato Catarinense. Fiz questão de cumprimentá-lo. Uma grande perda para o rádio esportivo. Célio começou no rádio oficialmente em 1964. Era jovem e precisava arrumar um emprego. Soube de um concurso na rádio Difusora, e foi fazer um teste. Acabou escolhido e nunca mais parou.

Desde criança o rádio sempre o fascinou. Perto da sua casa havia um campinho de futebol onde os meninos jogavam. Ele e outro colega ficavam do lado do campo narrando a partida, usando latinhas de leite em pó como microfone.

Seu maior sonho era narrar um jogo no Maracanã. Em entrevista concedida em 2005 à jornalista Melissa Aragão, ele contou a experiência: “Todo narrador sonha em transmitir um jogo no Maracanã. Eu fui à busca deste sonho. Consegui ser o narrador de uma partida decisiva entre Vasco e Flamengo no Maracanã. Saímos de Itajaí para ir narrar a partida, quando chegamos no Rio de Janeiro a minha voz começou a falhar e sumiu. Fiquei rouco mais de um mês. Não narrei a partida e ainda meu time, o Vasco, perdeu para os flamenguistas. Fui uma coisa trágico-cômica que nunca vou esquecer.”

Ele sai de cena sem cumprir o seu principal sonho: “Eu sou marcilista há muito tempo. Sonho em ainda narrar um jogo do Marcílio Dias, na final do Campeonato Catarinense. Só que do jeito que o time está, acho que vai demorar um pouquinho para realizar este sonho”.

* Blog do Rodrigo – o esporte catarinense em destaque

4 respostas
  1. Beto Severino says:

    É com pesar que recebi a notícia da morte de Célio Marinho. Professor, locutor esportivo, homem de rádio. Exemplo de pessoa. Meus pêsames aos familiares.

  2. Edemar Annuseck says:

    Com muita tristeza tomo conhecimento neste momento ao acessar o nosso incomparável Caros Ouvintes do passamento de Célio Marinho. Conheci Célio quando fiz a primeira transmissão em Itajaí lá por 1965. Eu na Rádio Nereu Ramos e ele na Difusora. Cruzamos e conversamos muitas vezes. Lembro que formava dupla com Manoel Vieira (Vieirinha) nos comentários. Célio Marinho foi figura marcante no rádio Itajaiense. É mais um narrador de muita garra e determinãção que se vai. Meus sentimentos aos familiares na certeza de que cumpriu sua missão.

  3. edson geraldo silveira says:

    Grande pessoa…desportista, profissional, Itajaiense de valor…amava esta terra.
    Descance em paz, meu Amigo.

  4. Fabrício Marinho says:

    Mais uma vez agradecendo a todos pelas incontáveis manifestações de pesar pelo falecimento do meu pai, Célio Marinho, gostaria de avisar e CONVIDAR a participarem da missa de 7º dia que ocorrerá no dia 04.05.2012 (sexta-feira), às 19h30m, na Igreja Matriz de Itajaí. Favor compartilhar este informação.

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *