Morre o radioteatro em Porto Alegre

Publicado em: 21/10/2007

A professora de Interpretação Teatral do Departamento de Arte Dramática do Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Mirna Spritzer, comunica o encerramento da sessão O Rádio é o Palco, espaço de radioteatro da Rádio FM Cultura, de Porto Alegre.
Por Ricardo Medeiros

A ex diretora do programa afirma que esta decisão foi da emissora.  Em e-mail, a professora lembra que “o radioteatro esteve no ar durante 9 anos e mesmo com formatos variados sempre primou pela valorização de um rádio expressivo, por um espaço para a voz, a palavra e os atores. Escritores, atores, diretores sempre foram protagonistas da arte radiofônica neste programa.
Mirna Spritzer acredita que a eliminação do radioteatro, juntamente com outros programas, “faz parte de alguma coisa maior que acabará por minar o projeto de emissora pública, independente e de qualidade que sempre norteou a FM Cultura”. A professora relata ainda que “no período em que ali estive pude comprovar a determinação, coragem e dedicação de seus funcionários ultrapassando obstáculos de toda a ordem.  Creio que é hora de apoiar a Rádio FM Cultura antes que ela se torne nada além de um MP3 Player.
Na minha tese de doutorado, intitulada “Radionovela e Publicidade: a memória da recepção em Florianópolis durante os anos 1960”, reservei espaço para abordar o excelente trabalho de arte, ate então executado pela Rádio FM Cultura. Segue abaixo o texto da tese, defendida em 2004, na cidade de Le Mans, França.
Radioteatro em emissora não comercial
Longe dos engodos, o Núcleo de Peças Radiofônicas de Porto Alegre firmou uma parceria com a Rádio FM Cultura, da capital gaúcha, para tranmsissão de ficção nesta emissora não comercial. Pelo acordo, a emissora pertencente ao governo estadual, transmite desde 1999, peças completas que vão ao ar todo sábado, a partir das 17h30, dentro da sessão O Rádio é o Palco . O comando é de Mirna Spritzer, diretora do programa de radioteatro e professora de Interpretação Teatral do Departamento de Arte Dramática do Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
As peças irradiadas têm em torno de 20 a 25 minutos e são feitas tendo como inspiração autores nacionais, sobretudo os gaúchos. Quanto ao estilo das dramatizações, existe a mistura do cômico, dramático e policialesco. Os roteiros-concebidos por Mirna Spritzer, Raquel Grabauska e Gustavo Finkler- são geralmente gravados no estúdio da Rádio FM Cultura. Mas já houve momentos em que muitos textos foram intepretados ao vivo, o que torna a transmissão, conforme Mirna Spritzer, muito rica e revigorante.
Em relação aos atores das peças, eles são oriundos do teatro e do Departamento de Arte Dramática da UFRGS. Com esse elenco, a parceria Núcleo de Peças Radiofônicas e FM Cultura foi a responsável pela veiculação na emissora estatal de cerca de 100 peças completas, tais como Dona Juana, de Carlos Urbim ; A Florista e o Visitante, de Vera Karam ; Casinha Pequenina, de Ivo Bender ; O Ônibus Azul, de Jackson Zambelli ; e Herlói, o Herói, de Gustavo Finkler.
O trabalho realizado pela FM Cultura de Porto Alegre vai ao encontro do que vem sendo feito na Europa, principalmente na Inglaterra e França, através de algumas emissoras estatais sem fins lucrativos. A BBC de Londres (British Broadcasting Corporation), via Rádio 4, coloca os seus ouvintes em contato diário com as histórias em série de longa duração bem ao estilo dos Estados Unidos. Isto é, os ingleses tornaram-se especialistas igualmente em soap-opera, que se constitui de um núcleo que se desenvolve sem ter um fim. São novelas onde não há verdadeiramente uma história principal, mas sim diferentes dramas e ações diversas. A outra emissora estatal é a France Culture FM , de Paris, que desde 1963, quando foi criada, contempla o público francês com toda sorte de radioteatro.
 


{moscomment}

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *