Morre um querido da Ilha, o radialista Walter Souza

Publicado em: 05/08/2020

Santa Catarina perdeu na quarta-feira (5/8) um dos nomes mais importantes da comunicação radiofônica e televisiva do Estado, o repórter e apresentador Walter Souza.

Ele tinha 80 anos e morreu vítima de câncer. Radialista desde 1958 (começou na Rádio Jurerê, depois passou para a Rádio Jornal A Verdade (1960). Trabalhou também na Guarujá e na Diário da Manhã (hoje CBN Diário). Encerrou sua carreira na Guarujá, há cerca de três anos, dedicando-se, desde então, a cuidar de sua saúde, muito fragilizada depois da morte de sua segunda mulher.

Walter foi repórter esportivo durante muito tempo. Mas celebrizou-se como repórter da RBS TV – foi um dos pioneiros da emissora fundada em 1979 –, tendo se destacado na Novembrada, quando furou a segurança do general João Figueiredo e conseguiu entrevistá-lo.

Alegre, sempre bem disposto e otimista, Walter encantou o público e várias gerações de jornalistas e radialistas.

No meu caso, foi um conselheiro e amigo indispensável. “Fala, filho do meu amigo Wanderley. Teu pai foi um grande homem”, era sua maneira de me saudar, todas as vezes em que nos encontrávamos.

Querido sempre, divertido e antenado, vai fazer falta. Descanse em paz, amigo.

Mais sobre o Walter aqui

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *