Na cadeira do barbeiro

Publicado em: 27/06/2013

Crônica | Cotidiano

Hoje não moro mais no bairro Jardim Cidade. Moro perto, no Bela Vista. Mas ao caminhar pelas ruas onde morei até meus 35 anos vi uma placa da rádio Luar. Não resisti. Procurei me informar sobre os horários e mais detalhes. Estou escrevendo essas palavras ansioso para que minha garganta melhore, pois, se tudo der certo amanhã realizarei um sonho guardado há pelo menos 30 anos. Amanhã por essa hora devo estar gravando meu primeiro programa de rádio. O Programa se chamará – NA Cadeira do Barbeiro – músicas antigas e bate papo. O primeiro entrevistado será meu amigo e primeiro radialista com quem fiz amizade em minha barbearia, Clayton Ramos. A vinheta será na voz do grande locutor Nabor Prazeres. E o local da rádio a uns 30 metros de onde nasci e fui criado correndo atrás de orelhões para ligar para as rádios.

Espero que o menino hoje com 40 anos tenha pelo menos um programa semanal de uma hora de duração. Desde aquele dia no assoalho da sala o rádio continua presente em mim. Casado com a profissão de barbeiro, escritor e completamente apaixonado pelo rádio. No domingo à noite quero ligar meu rádio e ouvir agora sim meu próprio programa. Pode ser até sentado no sofá do meu apartamento como aquele menino esperando ouvir sua voz.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *