Nós, os brasileiros somos assim

Publicado em: 03/01/2014

Conheci Vilson na década de 1960 na Praça 15, em Florianópolis. Saia da Rádio Diário da Manhã, com Souza Miranda que fez as apresentações.

[ Jamur Júnior ]

selo-sintonia-finaAlto, forte, remador, cantor, boêmio e acima de tudo amigo. Vilson personifica o estilo de vida do Manézinho da Ilha; faz a vida passar com alegria, entusiasmo, otimismo e solidariedade.

São, como todos nós, brasileiros. E brasileiro não sabe viver de outra forma. Nada de amarguras, medo, angustias permanentes. A vida, segundo Vilson, é para ser vivida na alegria dos amigos, da família, no lugar que a gente gosta. Vilson praticava esporte (era remador) como seu irmão Osman que jogava basquete. Osman foi para Curitiba, conheceu uma moça bonita casou e passou o resto de sua vida na capital paranaense.

Fiquei cerca de 30 anos sem ver Vilson, até que um dia passeando no mercado de Florianópolis, encontro aquele grandalhão, alegre que veio com um sorriso e um grande abraço. Me reconheceu, apesar do estrago que o tempo já havia feito na cara do locutor que voz fala, onde a basta cabeleira deu lugar a uma calva acentuada.

Dos abraços um convite para almoçar. Coisa de florianopolitano que encontra um velho amigo ou um novo e já convida para almoço, para ir em sua casa, para ser seu hospede, numa demonstração de desprendimento e amizade pura. O brasileiro é assim: ama o Brasil, o futebol, o lugar onde mora e as pessoas. Recentemente uma tragédia na cidade de Lajeadinho/BA, deixou centenas de famílias sem casa. O governo prometeu ajudar, como sempre faz nessas ocasiões. Enquanto a ajuda estava em tramitação nos vários escalões até chegar no povo, um fazendeiro solidário doou uma área de suas terras para que as pessoas que perderam suas casas pudessem construir outras naquele local. Empresários de São Paulo, também solidários, enviaram centenas de pacotes com presentes de Natal para as crianças da pequena cidade baiana. São gestos brasileiros, que fazem parte do perfil deste povo alegre, divertido e solidário. Nós, os brasileiros somos assim.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *